Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Prepare seu bolso: Lula sanciona lei que prevê novos juros

Prepare seu bolso: Lei sancionada por Lula aumenta juros, impactando economia. Esteja informado e planeje-se financeiramente agora!

Em uma movimentação recente no cenário econômico nacional, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva promoveu grandes mudanças ao sancionar a Lei 14.905, de 2024. Publicada na última segunda-feira, essa lei traz consigo importantes alterações sobre como os juros são aplicados em contratos e em ações civis relacionadas as despesas não programadas, mais conhecidas como “perdas e danos”.

A nova normativa originada do Projeto de Lei 6.233/2023, uma iniciativa do Poder Executivo, foi aprovada junto ao PL 1.086/2022 após um debate extenso no Senado. Assim, ambas as propostas receberam avaliação positiva em maio deste ano, com um relatório favorável do senador Rogério Carvalho (PT-SE). Esta lei representa um marco significativo nas regulamentações sobre juros no país.

Como a nova regulamentação de juros afeta o mercado?

Blocos de madeira com sinal de porcentagem e seta para cima, indicando crescimento financeiro, aumento da taxa de juros, conceito de inflação e o impacto dos juros nos bancos.
Imagem: SewCreamStudio / shutterstock.com

Conforme estipulado pela Lei 14.905, a taxa de juros legal deve corresponder à diferença entre a taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Essa fórmula de cálculo visa uma adequação mais justa e uma previsibilidade maior para as partes envolvidas.

A aplicação desta fórmula de juros não apenas alcança os contratos de mútuo, mas também se estende às dívidas condominiais e atrasos em obrigações negociais, em geral, assim como nas situações envolvendo atos ilícitos e a vasta área de perdas e danos. O adequado entendimento e aplicação desta lei são essenciais para os profissionais do direito, gestores financeiros e empresas de inúmeros setores.

Veja também:

Alerta para pensionistas nascidos em julho; confira agora

Modernização da Lei da Usura

A Lei 14.905 trouxe alterações significativas ao Decreto-Lei 2.626, de 1933, também conhecido como Lei da Usura. Anteriormente, essa legislação limitava os juros a até o dobro da taxa legal e proibia a prática de juros compostos. Com as mudanças introduzidas, houve uma revisão nos critérios de aplicação de juros, buscando modernizar e adequar as normas.

  • Bancos e instituições financeiras: agora, estão liberalizadas para definir taxas em consonância com as diretrizes do Banco Central.
  • Fundos de investimento e clubes de investimento: também se beneficiam dessa flexibilização.
  • Sociedades de arrendamento mercantil e empresas simples de crédito: igualmente verão seus regulamentos afetados positivamente pela nova lei.
  • Organizações da sociedade civil de interesse público: poderão desenvolver atividades de crédito de modo mais ágil e eficaz.

Imagem: Jo Panuwat D / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital