Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Rio Grande do Sul bate o recorde em incluídos no Bolsa Família

As enchentes no RS causaram um impacto social sem precedentes, levando um número recorde de famílias ao Bolsa Família. Saiba mais

Recentemente, o Rio Grande do Sul (RS) enfrentou uma série de inundações que causaram grandes estragos. Esses eventos não apenas danificaram a infraestrutura local, mas também intensificaram a vulnerabilidade social de muitas famílias. 

Diante disso, de abril a maio, observou-se um notável aumento no número de famílias cadastradas no programa Bolsa Família, evidenciando a gravidade da situação econômica e social provocada pelos desastres naturais. Veja mais detalhes sobre a situação

Famílias no Bolsa Família

Portanto, em abril, antes das enchentes, o número de famílias cadastradas no Bolsa Família era de 621.694. Já em maio, este número cresceu para 641.422 famílias. Assim, este aumento é particularmente notável no município de Eldorado do Sul, onde o número de beneficiados cresceu 20% em relação ao mês anterior, totalizando 3.978 famílias.

Em um cenário de crescente desespero, muitas famílias se viram obrigadas a recorrer ao programa governamental como forma de conseguir algum alívio financeiro após perderem tudo o que tinham.

Dessa forma, o aumento de beneficiários do Bolsa Família no Rio Grande do Sul é um reflexo direto das adversidades enfrentadas pela população. A necessidade de ajustar e criar novas políticas públicas se mostra essencial para a reconstrução e fortalecimento do tecido social, atenuando o impacto de futuras catástrofes.

Mão segurando novo cartão para antecipação Bolsa Família
Imagem: Divulgação / Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome

Impacto das inundações no Rio Grande do Sul

As inundações não discriminaram entre classes sociais, impactando desde trabalhadores autônomos até pequenos empresários. Júnior Torres, presidente da Central Única das Favelas (Cufa) gaúcha, expressou ao Metrópoles preocupação com a igualdade de impacto entre os cidadãos. 

Veja também:

Sicredi libera grande novidade no cartão de crédito; confira

Ele pontua a história de uma diarista e um comerciante, ambos severamente afetados pela situação, demonstrando como a tragédia afetou amplamente a sociedade. Adicionalmente, o crescente número de inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) desde o início do ano revela uma procura desesperada por assistência. 

Imagem: Reprodução / Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome