Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Saque emergencial de R$ 1.200 direto na conta de trabalhadores, saiba mais!

Trabalhadores podem receber saque emergencial de R$ 1.200 diretamente na conta. Confira os detalhes e veja se você tem direito.

Na conjuntura econômica atual do Brasil, o abono salarial PIS/Pasep emerge como um alívio financeiro crucial para inúmeras famílias trabalhadoras. Agendado para este mês de maio, o saque desse benefício assume um papel significativo como complemento de renda, especialmente para aqueles mais afetados pela instabilidade econômica.

Com potenciais valores de até R$ 1.412, compreender a mecânica desse auxílio e seus critérios de elegibilidade torna-se fundamental. Dominar esses elementos pode ser determinante para quem almeja otimizar os recursos disponíveis por meio desse programa.

Saque emergencial: qual é a origem do abono salarial PIS/Pasep?

Blocos de madeira escrito "PIS" e "PASEP". Ao lado direito do bloco tem uma calculadora azul e do lado esquerdo um cofrinho de porco rosa.
Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

O abono salarial é um benefício anual destinado aos trabalhadores com carteira assinada, tanto no setor público quanto no privado. Criado pela Lei Nº 7.998/90, o PIS é administrado pela Caixa Econômica Federal, enquanto o Pasep é gerido pelo Banco do Brasil.

Esse apoio financeiro é um direito dos trabalhadores que preenchem determinados critérios estabelecidos pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). Para se qualificar para o saque do abono salarial, o trabalhador deve satisfazer a três critérios principais:

  1. Inscrição no PIS/Pasep: É necessário estar inscrito há pelo menos cinco anos;
  2. Tempo de Trabalho: Ter trabalhado com carteira assinada por no mínimo 30 dias no ano-base, que para o saque deste ano é 2022;
  3. Rendimento Médio: O rendimento mensal deve ter sido de até dois salários mínimos em 2022.

Como são calculados os valores do Abono Salarial?

O valor do abono salarial é proporcional ao tempo de serviço do trabalhador no ano-base. A quantia total de R$ 1.412 é alcançada para aqueles que trabalharam os 12 meses do ano. Veja abaixo a relação de valores conforme os meses trabalhados:

  • 1 mês trabalhado: R$ 117,67;
  • 2 meses trabalhados: R$ 235,33;
  • 3 meses trabalhados: R$ 353,00;
  • 4 meses trabalhados: R$ 470,65;
  • 5 meses trabalhados: R$ 588,32;
  • 6 meses trabalhados: R$ 706,00;
  • 7 meses trabalhados: R$ 823,66;
  • 8 meses trabalhados: R$ 941,33;
  • 9 meses trabalhados: R$ 1.059,00;
  • 10 meses trabalhados: R$ 1.176,68;
  • 11 meses trabalhados: R$ 1.294,34;
  • 12 meses trabalhados: R$ 1.412,00.

Calendário de pagamento

Os pagamentos são organizados de acordo com o mês de nascimento do trabalhador. Este planejamento ajuda a distribuir o fluxo de pessoas nas agências bancárias, facilitando o acesso ao benefício. Confira as datas:

  • Nascidos em janeiro: a partir de 15 de fevereiro de 2024;
  • Nascidos em fevereiro: a partir de 15 de março de 2024;
  • Nascidos em março e abril: a partir de 15 de abril de 2024;
  • Nascidos em maio e junho: a partir de 15 de maio de 2024;
  • Nascidos em julho e agosto: a partir de 15 de junho de 2024;
  • Nascidos em setembro e outubro: a partir de 15 de julho de 2024;
  • Nascidos em novembro e dezembro: a partir de 15 de agosto de 2024.

Impacto do saque na vida dos trabalhadores

O abono salarial PIS/Pasep não só beneficia diretamente o trabalhador, mas também contribui para a economia local, pois aumenta o poder de compra dos beneficiários.

Veja também:

Segurados do INSS são autorizados a fazer saque de R$ 2.199!

Em tempos de aperto financeiro, tais recursos podem ajudar na quitação de dívidas ou até mesmo no consumo de bens e serviços, movimentando assim a economia local.

Imagem: Vergani Fotografia / shutterstock.com