Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Talvez você precise fazer a Prova de Vida do INSS e não sabia; confira

Entenda como funciona a prova de vida do INSS e saiba mais informações sobre quando e como realizar o procedimento!

Desde 2023, a prova de vida dos beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passou por mudanças significativas, tornando o processo anual mais acessível e integrado com outras bases de dados governamentais e privadas.

Sendo assim, a implementação dessas estas mudanças servem para simplificar a verificação de elegibilidade dos segurados para continuar recebendo seus benefícios. Saiba mais informações na sequência!

O que mudou na prova de vida do INSS em 2023?

Prova de vida do INSS pelo celular
Imagem: StockerThings / shutterstock.com

Com a integração de novos sistemas e tecnologias, o INSS busca modernizar e tornar mais eficiente a forma como verifica se seus beneficiários ainda estão aptos a receberem seus respectivos pagamentos. Esta é uma boa notícia para milhões de brasileiros que dependem desses pagamentos para sua manutenção diária.

Anteriormente, a prova de vida ocorria majoritariamente de forma presencial, exigindo que os beneficiários se deslocassem até as agências bancárias ou unidades do INSS. Agora, houve a adição de vários métodos para facilitar e automatizar parte do processo, utilizando tecnologia e dados já disponíveis em outras plataformas governamentais ou privadas.

Quais são os novos métodos, afinal?

Os beneficiários do órgão previdenciário agora podem realizar a prova de vida por meio de diversas atividades cotidianas que são registradas em bases de dados conectadas ao sistema do INSS. Confira algumas dessas novas opções:

  • Acesso ao aplicativo Meu INSS (Android, iOS);
  • Realização de empréstimos consignados;
  • Transações financeiras com Reconhecimento Biométrico;
  • Manutenção da vacinação em dia;
  • Atualizações no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Participação em eleições;
  • Processos de cadastramento ou recadastramento em órgãos de Trânsito ou Segurança Pública;
  • Renovação ou emissão de documentos como RG e CNH;
  • Declaração do Imposto de Renda.

O que acontece se o INSS não conseguir confirmar a vida do beneficiário?

Ademais, casos em que o INSS não consegue verificar a existência contínua do beneficiário por meio das bases de dados integradas são tratados com especial atenção. Nestes casos, o beneficiário recebe uma notificação por meio do aplicativo Meu INSS, da Central 135 ou de uma mensagem bancária.

Veja também:

Saiba mais sobre o Pronampe: o financiamento acessível para MEIs

Por fim, o segurado tem um prazo de 60 dias para que o mesmo faça a prova de vida do INSS. Se não confirmada, o pagamento do benefício pode ter seu bloqueio temporário.

Imagem: StockerThings / shutterstock.com