Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Tragédia no RS: grandes empresas tiveram que parar devido às enchentes; confira

As enchentes no Rio Grande do Sul afetam as empresas do estado. Saiba mais sobre os impactos e as medidas adotadas

As recentes enchentes no estado do Rio Grande do Sul têm gerado impactos significativos não apenas nas áreas residenciais, mas também na indústria e no abastecimento de alimentos. Assim, várias grandes empresas têm parado suas operações, afetando não apenas a economia local, mas também o fornecimento de produtos essenciais para a população.

À vista disso, cerca de 90% do território gaúcho foi afetado, levando mais de 95% das indústrias a enfrentarem dificuldades operacionais. Empresas grandes, como a Gerdau e a GM, tiveram que paralisar ou modificar drasticamente suas operações.

Consequências da tragédia no RS para as empresas

O setor de varejo, representado por empresas como a Renner, também sofreu ajustes, com fechamento e redução de horário das lojas afetadas. No segmento alimentício, a Camil enfrenta dificuldades, mas mantém o abastecimento de arroz e feijão, essenciais para a população.

O Rio Grande do Sul, sendo o maior produtor de arroz do país, vê uma preocupação crescente com o abastecimento e aumento dos preços do produto. Desde o início das chuvas intensas, o preço do arroz já subiu cerca de 4%.

Veja também:

Saque calamidade do FGTS: moradores de 59 cidades do RS já podem pedir; veja regras!

A Volkswagen é uma das montadoras que, mesmo localizada fora do Rio Grande do Sul, teve que interromper suas operações em outras unidades devido à crise de fornecimento de peças oriundas do estado.

Imagem das casas no meio da inundação na cidade de Canoas, RS
Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli

Impacto das enchentes nas atividades

Portanto, as empresas instaladas no RS estão fazendo algumas adaptações para lidar com as enchentes no estado, tais como:

  • Paralisações e Home Office: Grandes corporações optaram pela paralisação ou pela adoção do trabalho remoto para garantir a segurança dos colaboradores;
  • Retomada gradual: Algumas empresas, como a Gerdau em Sapucaia do Sul, iniciam a retomada parcial das atividades, priorizando a segurança;
  • Férias coletivas: Outras, como a Tramontina, concederam férias coletivas para milhares de funcionários enquanto enfrentam desafios logísticos significativos.

Enfim, o Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Sul é um componente crucial da economia brasileira, contribuindo com porcentagens significativas em setores industriais, serviços e agricultura. Assim, estima-se que o PIB nacional possa sofrer uma redução de até 0,3 ponto porcentual devido aos impactos das chuvas no estado.

Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli