Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

TSE abre concurso com 389 vagas e salário de quase R$ 14 mil; veja como se inscrever

O TSE abriu concurso com 389 vagas, oferecendo salários de quase R$ 14 mil. Confira os detalhes e como se inscrever.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou a tão esperada abertura do seu concurso nacional unificado para o ano de 2024. Esta é uma oportunidade única para aqueles que almejam uma carreira no serviço público, com possibilidade de ingresso em diversos tribunais em todo o Brasil.

No total, serão disponibilizadas 389 vagas, com a formação de um cadastro de reserva para atender às demandas regionais dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). É importante notar que o TRE de Tocantins já possui um processo seletivo em curso e, portanto, não está incluído nesta convocação.

Vagas e inscrição no concurso do TSE

Jovens em sala de aula escrevendo em folha durante prova de concurso
Imagem: Panitanphoto / Shutterstock.com

Os candidatos têm uma ampla gama de áreas para escolher, o que faz deste concurso uma excelente opção para profissionais de diversas formações. As vagas estão distribuídas entre áreas administrativa, arquitetônica, de engenharia, saúde (englobando medicina, odontologia e enfermagem), serviço social, biblioteconomia e tecnologia da informação.

Para aqueles que almejam uma posição como analista judiciário, o concurso oferece 116 vagas, enquanto outras 273 vagas estão disponíveis para o cargo de técnico judiciário. Os salários são igualmente atrativos, podendo alcançar até R$ 13.994,78.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas exclusivamente pelo site do Cebraspe até o dia 18 de julho, com taxas de R$ 130,00 para analista judiciário e R$ 85,00 para técnico judiciário.

Requisitos e procedimentos

Para concorrer a qualquer uma das vagas, é imprescindível possuir diploma de ensino superior. As provas estão agendadas para o dia 22 de setembro, em locais a serem divulgados posteriormente, acessíveis nas capitais dos 26 estados brasileiros além do Distrito Federal.

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, ambas de caráter eliminatório e classificatório. Além disso, para determinados cargos, como técnico judiciário e agente da polícia judicial, um teste de aptidão física será exigido.

Garantindo equidade: avaliação e procedimentos especiais

Além das medidas regulares, haverá avaliação biopsicossocial para candidatos com deficiência e procedimento de heteroidentificação para candidatos negros e indígenas, garantindo a igualdade e justiça no processo seletivo.

Veja também:

Brasil se torna a 8ª maior economia do mundo; confira o ranking

É importante destacar que todas as etapas do concurso ocorrerão nas capitais dos 26 estados e no Distrito Federal.

Imagem: AimPix / Shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital