Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Usuários do YouTube Premium que usaram VPN para pagar mais barato tem conta cancelada

O Google cancelou assinaturas do YouTube Premium obtidas via VPN para pagar menos. Entenda os motivos e as implicações dessa decisão!

Recentemente, o Google cancelou assinaturas do YouTube Premium feitas por meio de VPN. Esse método era frequentemente usado para obter preços mais baixos, aproveitando conversões de moeda mais favoráveis.

Logo, essa atualização nas políticas do Google particularmente afetou usuários nos Estados Unidos e Europa. A companhia enviou comunicados via e-mail, notificando o fim dos ciclos de subscrição com base na discrepância entre o país de inscrição e o de acesso atual. Continue a leitura para mais informações!

Como os usuários utilizaram VPN para pagar mais barato no YouTube Premium?

Celular aberto na página de instalação do aplicativo YouTube. Fundo desfocado novas regras no YouTube
Imagem: AngieYeoh / shutterstock.com

O recurso de rede virtual privada (VPN) é amplamente conhecido por mascarar a localização do usuário e permitir acesso a serviços de geolocalização bloqueados ou mais baratos em outros países. Inscritos do YouTube Premium nos EUA e Reino Unido economizavam até 90% nos valores de assinatura ao empregar esse método.

Ademais, vale destacar que o YouTube Premium é uma versão paga do popular website de vídeos, que oferece, principalmente, uma experiência livre de anúncios. Além disso, os assinantes conseguem acesso a conteúdos exclusivos e a possibilidade de reproduzir vídeos offline.

Quais foram as reações após o cancelamento das assinaturas?

Sendo assim, a decisão do Google suscitou uma onda de reações entre os usuários afetados, espalhando-se rapidamente por fóruns como Reddit e X (antigo Twitter). Muitos expressam frustração, já que terão que realocar seus gastos mensais com entretenimento.

Em resposta aos inquéritos, um porta-voz do Google afirmou que a atualização é um esforço para alinhar as informações de cobrança com os dados de localização real dos usuários, visando proporcionar um sistema de cobrança mais preciso.

Veja também:

Mudança na Placa Mercosul é aprovada; entenda a mudança

Apesar das ondas de cancelamento ainda não terem chegado ao Brasil, usuários brasileiros que empregam VPNs para acessar o YouTube Premium devem estar atentos. Nesse sentido, a política pode se expandir para outros mercados em breve.

Imagem: AngieYeoh / shutterstock.com