Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Vai se tornar mais caro fazer compras com cartão Mastercard?

0

A Mastercard recebeu uma notificação do Procon-SP depois de denúncias sobre uma provável alta da taxa de intercâmbio. Em suma, há a cobrança quando os clientes usam cartões de crédito e débito para pagar compras em supermercados. Diante disso, a empresa de soluções de pagamento tem até o dia 01 de junho para responder a notificação.

É provável que você também goste:

Mastercard inicia teste de um sistema de reconhecimento facial no Brasil

Vai se tornar mais caro fazer compras com cartão Mastercard?

De acordo com os representantes de Associação Brasileira de Supermercados (Abras), o repasse da alta de valor irá aos consumidores, e isso deve encarecer o uso de ferramentas emitidas com a marca. Em suma, este não é o melhor momento para que isso aconteça, já que os consumidores já pagam preços altos pelos produtos nesses estabelecimentos (inflação).

A partir do questionamento do Valor Investe, a Mastercard emitiu a seguinte nota:

“Conforme informado em 2020 a todos os participantes do nosso arranjo, em 22 de abril, a Mastercard atualizou a tabela de tarifas de intercâmbio vigente no Brasil para as funções de crédito e débito, respeitando os limites estabelecidos pelo regulador, além de enviar proposta de redução na tarifa de intercâmbio de cartões pré-pagos, pendente de aprovação do Banco Central.

De modo geral, as mudanças introduzidas pelas revisões das tabelas de câmbio geram reduções que beneficiam o setor supermercadista como um todo.

As taxas de intercâmbio são pagas pelo adquirente ao banco do titular do cartão como garantia de pagamento e por desempenharem seu papel na garantia, compensação e liquidação da transação. A Mastercard não obtém nenhuma receita de tarifas de intercâmbio, e um aumento nas tarifas de intercâmbio não resulta necessariamente em um aumento nos preços ao consumidor. Esta é uma decisão dos Compradores e não da Mastercard.

A Mastercard mantém diálogo aberto e transparente com todos os participantes do acordo de pagamento e adotará a mesma postura em relação à notificação do Procon-SP”.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: David Cardinez / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar