Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Você pode ter direito a aposentadoria integral do INSS; confira

Saiba se você tem direito a aposentadoria integral do INSS. Conheça os requisitos e benefícios disponíveis para você.

Aposentadoria integral do INSS: a aposentadoria integral é uma aspiração de muitos brasileiros que buscam segurança financeira após anos de dedicação ao trabalho. No entanto, entender as especificações técnicas e pré-requisitos estabelecidos pela previdência social pode ser um desafio.

Neste artigo, você encontrará informações claras sobre como conquistar a aposentadoria integral no regime do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Abordaremos os principais pontos, tais como o conceito de aposentadoria integral, os critérios necessários para ser elegível a este tipo de benefício e os diferentes caminhos que podem ser seguidos dependendo do seu histórico de contribuições e da category de aposentadoria desejada.

O que é a Aposentadoria Integral?

Celular com logo do INSS e elementos como calculadora, notas de dinheiro e caneta em volta
Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

aposentadoria integral corresponde à situação em que o beneficiário recebe 100% do cálculo do seu Salário de Benefício (SB), sem reduções ou fatores previdenciários aplicados.

Este tipo de aposentadoria é o máximo benefício que um trabalhador pode aspirar receber, baseando-se na média de todos os seus salários de contribuição desde julho de 1994.

Quem tem direito à Aposentadoria Integral?

Diversos são os perfis de trabalhadores que podem aspirar à aposentadoria integral. Entre eles, estão:

  • Contribuintes que se aposentam por tempo de contribuição, cumprindo regras de transição específicas que abordaremos adiante;
  • Trabalhadores que se aposentam por idade, com um número mínimo de anos contribuídos;
  • Pessoas que solicitam a aposentadoria por invalidez, que é integral quando decorrente de acidente de trabalho ou doenças profissionais;

Como alcançar a Aposentadoria Integral?

Conseguir a aposentadoria integral exige não apenas anos de contribuição, mas contribuições em valores que correspondam ao teto do INSS. Desde a Reforma da Previdência, a regra geral determina que o cálculo do SB seja a média de todos os salários de contribuição do trabalhador desde julho de 1994.

Veja também:
Entenda como o horário de pico afeta sua conta de luz

Caso deseje alcançar o teto do INSS, que em 2024 corresponde a R$ 7.507,49, é essencial que suas contribuições atinjam valores próximos ao teto durante a maior parte da carreira.

Entenda as principais regras de transição

Após a Reforma da Previdência, diversas regras de transição foram criadas para amparar aqueles que já estavam no mercado de trabalho. Estas regras permitem a aposentadoria integral para os contribuintes, dependendo do tempo de contribuição e da idade na época da reforma. Algumas dessas regras incluem:

  1. Pedágio de 50%: Exige que o trabalhador pague um ‘pedágio’ sobre o tempo que faltaria para se aposentar, antes da reforma;
  2. Idade progressiva: Aumenta gradualmente a idade mínima necessária para se aposentar;
  3. Pontuação 86/96: Combina idade e tempo de contribuição, onde o total deve atingir 86 pontos para mulheres e 96 para homens.

Compreendendo melhor as doenças

Existem algumas condições de saúde específicas que, quando devidamente comprovadas, podem dar direito à aposentadoria por invalidez integral. Algumas dessas doenças são:

  • Câncer (neoplasia maligna);
  • Doença de Parkinson;
  • Esclerose múltipla;
  • HIV/AIDS;

Em suma, para alcançar a aposentadoria integral, é crucial estar bem informado sobre as leis atuais e planejar cuidadosamente suas contribuições ao longo dos anos.

Imagem: rafastockbr / shutterstock.com