Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Will Bank: XP e Atmos investem R$ 250 milhões no banco digital

O cliente do Will gasta em torno de R$ 700 por mês e tem um limite médio de R$ 1.100.

0

Cerca de R$ 250 milhões é o investimento que o fundo de private equity da XP e a Atmos Capital estão fazendo para ter uma participação minoritária no Will Bank. O banco digital, com forte atuação no nordeste, possui mais de 1 milhão de clientes ativos. A maior parte deles está na margem do sistema financeiro nacional.

Will Bank: XP e Atmos investem R$ 250 milhões no banco digital

Enquanto o Nubank e o Inter brigam para resolver o problema dos bancarizados insatisfeitos, o Will Bank busca atrair os clientes que estão satisfeitos. A base do banco sem dúvida é um retrato do Brasil: 60% dos clientes são do nordeste e 55% vivem em cidades com menos de 100 mil habitantes. Além disso, 40% nunca tiveram um cartão de crédito antes.

De acordo com o CEO e cofundador, Felipe Felix: “somos o banco que diz sim para os invisíveis do crédito”. O Will conta com uma conta digital e um cartão de débito e crédito. “A relação das pessoas com os bancos é muito machucada. Elas consideram o produto caro e não conseguem ter acesso ao que elas mais querem e precisam, que é o crédito,” disse Felix.

“Não basta dar só uma conta digital”, afirma o CEO do Will. O banco possui mais de 1,7 milhão de cartões de crédito liberados. Em 2020, o produto transacionou R$ 4,5 bilhões e o banco estima que esse valor chegue em R$ 8 bilhões neste ano. Já o faturamento deve passar de R$ 500 milhões, em 2020, para R$ 850 milhões em 2021. 

Dessa forma, os números fazem do Will Bank, a 2ª maior instituição de pagamento do Brasil, ficando atrás apenas do Nubank. O cliente do Will gasta em torno de R$ 700 por mês e tem um limite médio de R$ 1.100. “Os bancões não conseguem atender nosso tipo de cliente, porque é um tíquete muito baixo para eles conseguirem rentabilizar,” disse Felix.

A Atmos, que auxiliou na IPO do Inter, está realizando o investimento por meio do seu FIA. Esse é o segundo investimento pré-IPO que a gestora faz por meio do fundo. Por fim, vale destacar que a Atmos administra um total de R$ 18 bilhões.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: divulgação Will Bank.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...