Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

1 milhão de pessoas não sacaram o auxílio emergencial e perderam o dinheiro

No caso do beneficiário não movimentar o valor, ele é devolvido pelo banco

0

O auxílio emergencial foi um benefício criado pelo governo federal para auxiliar as pessoas em vulnerabilidade, por conta da crise ocasionado pelo coronavírus. Mais de 66 milhões de pessoas adquiriram o benefício. Porém, cerca de 1 milhão de pessoas não realizou o saque dos valores.  

É provável que você também goste:

BIP: conheça o novo benefício que deve substituir o Auxílio Emergencial

Bolsa Família passa a ser pago via Caixa Tem para 3,75M de famílias

O empréstimo do Caixa Tem vai ser liberado sem consulta ao SPC e Serasa?

1 Milhão de pessoas não sacaram o benefício

Em 27 de janeiro de 2021, chegou ao fim o calendário de pagamentos dos saques do auxílio emergencial. Porém, conforme aponta o Ministério da Cidadania, mais de 1 milhão de pessoas não movimentaram os recursos dentro do prazo válido. 

Ao total, 1,4 milhão de pessoas não sacaram o valor, e o mesmo retornou aos cofres públicos. Foram mais de R$ 1,3 bilhão devolvidos. De acordo com o decreto, assim que o benefício é liberado, a pessoa tem 90 dias para sacar o dinheiro. Para compreender o prazo, é preciso verificar o calendário de pagamento do valor. 

No caso do benefício social Bolsa Família, o prazo para sacar o dinheiro é de 270 dias. E no caso do beneficiário não movimentar o valor, o mesmo também é devolvido pelo banco, aos cofres da União.

Entenda mais…

Para saber sobre as movimentações dos recursos, realiza-se o prazo considerando a data que o  crédito de cada parcela é depositado na conta poupança social digital. Para não perder o valor, é necessário que o beneficiário realize alguma movimentação financeira de qualquer valor, dentro do prazo definido. Ou seja, não é necessário fazer uso de todo o valor do benefício. 

Para acompanhar e realizar movimentações do benefício, o cidadão pode utilizar o aplicativo Caixa Tem. Vale ressaltar, que em todas as etapas, os saques (em dinheiro), foram liberados após o recurso estar disponível para transações no aplicativo.

Por meio do aplicativo, o beneficiário pode realizar o pagamento de contas, boletos, bem como realizar compras em mercados, padarias, farmácia, entre outros. O pagamento era disponibilizado por meio do cartão de débito virtual e QR Code, nas maquinas de débito. Através do aplicativo, também é possível pagar contas, como de água, luz, telefone e gás.

Gostou da nossa matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais através do Facebook, Twitter e Instagram. Assim você fica por dentro de tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo das fintechs.

Imagem: CRIS CAVALHEIRO/shutterstock

Comentários
Carregando...