Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

13º do Bolsa Família vai ser pago? Entenda se pode receber

Descubra se o Governo Federal fará o pagamento do 13º salário do Bolsa Família neste ano aos beneficiários!

Um dos principais pilares de suporte a famílias em vulnerabilidade social no Brasil passou por reformulações importantes nos últimos anos. Com as mudanças, muitos beneficiários têm dúvidas principalmente sobre a distribuição dos pagamentos e a não continuação do 13º salário do Bolsa Família, que havia sido implementado apenas em 2019.

Historicamente, o abono teve seu pagamento como um benefício extra sob uma condição específica, mas não se estabeleceu como uma medida permanente. Continue a leitura para mais informações!

Por que o 13º salário do Bolsa Família não continuou?

Imagem de um celular aberto com o aplicativo do Bolsa Família em cima de uma pilha de dinheiro.
Imagem: Adao / Shutterstock.com

A implementação do 13º salário no Bolsa Família em 2019 foi uma decisão isolada, que não se estendeu para os anos seguintes. Essa situação se deve às variáveis econômicas e decisões políticas que influenciam diretamente a gestão fiscal do país.

Veja também:

INSS: prorrogação automática do auxílio-doença termina HOJE (30); saiba mais

No entanto, apesar da expectativa criada, o governo atual não renovou essa extensão do benefício para os próximos anos.

Qual é a estrutura atual de pagamentos do programa?

Sendo assim, sem o 13º salário, a estratégia de distribuição do Bolsa Família considera o número de membros de cada família, um sistema desenhado para ampliar a cobertura do suporte financeiro de maneira proporcional. Veja como ficam os pagamentos base de acordo com a quantidade de pessoas por residência em 2024:

  • Famílias de até 4 membros: R$ 600,00;
  • Famílias de 5 membros: R$ 710,00;
  • Famílias de 6 membros: R$ 852,00;
  • Famílias de 7 membros: R$ 994,00;
  • Famílias de 8 membros: R$ 1.136,00;
  • Famílias de 9 membros: R$ 1.278,00;
  • Famílias de 10 membros: R$ 1.420,00.

Por fim, é essencial que todos os beneficiários mantenham seus dados sempre atualizados no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), para evitar qualquer complicação no recebimento dos benefícios e garantir acesso a outros programas sociais disponibilizados pelo governo.

Ficar atento ao calendário de pagamentos e às normativas do programa ajudam a esclarecer dúvidas e a planejar o uso dos recursos de forma mais eficaz.

Imagem: Adao / shutterstock.com