Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

5 revisões que podem AUMENTAR o valor do seu benefício do INSS

Veja o que você pode fazer para tentar aumentar seu benefício do INSS.

0

No Brasil, 70% dos beneficiários do INSS recebem um salário mínimo de aposentadoria. E como todos sabem, o valor é muito baixo para poder manter todas as contas em dia. E sem dúvida esse valor parece injusto, diante de tantos anos de trabalho duro. Se este é o seu caso, saiba que existem 5 revisões que podem aumentar o valor do seu benefício. Confira abaixo todos os detalhes.

Além do Caixa Tem, confira as 4 melhores opções de empréstimo

5 revisões que podem AUMENTAR o valor do seu benefício do INSS

Veja a seguir 5 revisões que você pode pedir ao INSS para tentar aumentar o valor da sua aposentadoria ou benefício do INSS:

1 – Revisão da vida toda

A modalidade é conhecida como uma revisão da vida inteira e é um direito dos trabalhadores que se aposentaram a partir de 1999. Para o grupo, só foram incluídos os pagamentos depois de 1994. Sendo assim, quem contribuiu com valores maiores antes de julho deste ano pode ter um aumento no valor do seu benefício. No entanto, a solicitação precisa ser feita em até 10 anos após o 1º pagamento que o segurado recebeu.

2 – Revisão do teto previdenciário

Em suma, o teto é o valor máximo que um aposentado do INSS pode ganhar. Desde 1980, os pagamentos se limitaram ao teto daquele ano. Em 1998 e em 2003, ocorreram alterações nesse limite, que não foram repassadas para todos os beneficiários.

Sendo assim, a revisão do INSS não apenas corrige os valores da aposentadoria, como também garante o ressarcimento de todos os benefícios atrasados. Dessa forma, podem entrar com o pedido os trabalhadores que se aposentaram nos seguintes períodos:

  • Entre 1994 e 2003;
  • De 1988 a 1991;
  • Entre 1982 e 1988.

3 – Revisão da melhor data de início do benefício

Também conhecido como DIB, essa revisão visa o recálculo da renda mensal inicial do trabalhador. Ela é indicada quando o segurado se aposenta, mas segue trabalhando. Nessa revisão, se solicita um novo cálculo da renda mensal inicial do beneficiário, considerando as regras e o período mais vantajoso para o segurado.

4 – Revisão por erro do INSS

Em suma, uma situação muito comum entre os segurados do INSS são os erros nos cálculos cometidos pelo instituto. O objetivo desse tipo de revisão é verificar se o valor está certo. O beneficiário pode fazer o pedido em até 10 anos, após o recebimento do primeiro pagamento da aposentadoria.

Dentre os erros mais comuns estão a não inclusão dos períodos em trabalho especial e a aplicação incorreta da fórmula 85/95. Além disso, pode haver problema na inclusão de salários de contribuição menores que os valores corretos.

5 – Revisão por pagamento de contribuições em atraso

Após se aposentar, o trabalhador autônomo ou empresário que deixou de contribuir por um certo tempo com a Previdência, ou que atrasou o pagamento, ainda pode quitar a sua dívida. Por fim, a revisão busca liberar o direito aos valores da aposentadoria com base nos requisitos de atraso de pagamento.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -