60% dos investidores ainda não sabem o que é Open Banking

0

Segundo pesquisa realizada pela Fliper e XP Inc., conduzida com mais de 2 mil investidores ativos (clientes Fliper, XP Investimentos, Rico e Clear), cerca de 60% ainda não sabem o que é o open banking e como isso transformará o sistema financeiro.

É provável que você também goste:

Sua empresa está realmente preparada para vender na Black Friday?

Caixa paga 7ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em abril nesta sexta-feira (06)

Itaú, BMG e Bradesco: limpe o nome na Serasa com desconto de até 99%

60% dos investidores ainda não sabem o que é Open Banking

Bastante discutido nos últimos 2 anos, o open banking é um novo modelo de negócio que busca criar serviços mais inovadores e eficazes, otimizando os processos do mercado financeiro por meio de APIs (Interface de Programação de Aplicações) e, consequentemente, melhorando a experiência de seus usuários.

Em resumo, o open banking permite que terceiros acessem essas APIs e possam oferecer aos seus clientes outros produtos e serviços. Esse modelo, além de proporcionar maior concorrência por parte de bancos e corretoras, beneficia diretamente os clientes, que por sua vez passam a ter muito mais transparência em relação aos seus dados financeiros.

Segundo Renan Georges, fundador da Fliper, a fintech vem antecipando o movimento do open banking desde 2017. “Estudamos o modelo a fundo e percebemos que existem inúmeras oportunidades de negócios e benefícios aos clientes/usuários finais. As pessoas podem ter acesso a melhores serviços, com taxas competitivas e maior liberdade de escolha pela plataforma que simpatizam mais. Por consequência, isso traz muito mais concorrência e competitividade ao mercado”, afirma.

Outro dado curioso da pesquisa, é que mais de 64% dos respondentes mantêm investimentos em mais de 2 ou 3 até instituições financeiras. Isso mostra que os investidores estão cada vez mais atentos aos produtos e serviços que os Bancos e Corretoras têm a oferecer. Atualmente, o que faz um investidor ter conta em mais de uma instituição financeira é o fato de que ele pode ter acesso a diferentes produtos, com condições, taxas de performance e administração distintas ou até mesmo isentas.

A pesquisa ainda revelou que 61% do público entrevistado não conta com o apoio da tecnologia (plataformas, aplicativos, ferramentas) para administrar seus investimentos. “Isso só demonstra o potencial que há pela frente para que fintechs, bancos e corretoras possam se reinventar e trazer soluções inovadoras e criativas, competindo em um mercado cada vez mais transparente” afirma, Georges.

Quando o tema é compartilhamentos de dados, 57% dos entrevistados afirmaram que não compartilhariam seus dados financeiros com terceiros a fim de ter acesso a produtos e serviços financeiros com melhores condições. Ou seja, a quebra de barreira da confiança ainda precisa ser muito bem trabalhada e aceita pela grande maioria, mas com certeza contará com o incentivo do open banking.

Sobre a Fliper

Lançada em 2018, a Fliper é uma plataforma que consolida investimentos de bancos e corretoras de forma automática. Pode ser acessada pelo aplicativo ou web, de forma totalmente gratuita. Entre as suas principais funcionalidades, disponibiliza gráficos de rentabilidade da carteira, evolução do patrimônio, resumo financeiro, notícias dos principais portais financeiros, entre outras. Atualmente, a fintech mapeia mais de R$ 20 bilhões em investimentos e tem mais de 220 mil contas cadastradas. A Fliper faz parte do Grupo XP Inc.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimos etc.

Imagem: Wright Studio/shutterstock.com

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar