Depois de problemas como dinheiro sumindo, ainda é seguro deixar o dinheiro guardado no Nubank?

- Publicidade -

Nesta semana, mais precisamente na terça-feira (7), vários usuários da fintech reclamaram que o dinheiro do auxílio emergencial da Caixa Econômica Federal sumiu da conta. Entretanto ainda houveram outros problemas no decorrer das últimas semanas, será que é seguro deixar o dinheiro guardado no Nubank?

É provável que você também goste:

Nubank arrecadou R$600 mil em doações pelo app, em combate ao Covid-19

Saiba como você pode sacar o retroativo do PIS/Pasep de até R$ 1.760

Conta e cartão Elo Uzzo, sem consulta ao SPC e Serasa: conheça as vantagens

Depois de problemas como dinheiro sumindo, ainda é seguro deixar o dinheiro guardado no Nubank?

Os clientes da fintech ficaram bastante preocupados e até subiram hashtags como #nubankdevolvemeudinheiro, sendo um dos assuntos mais comentados no Twitter.

- Publicidade -

Contudo, além disso, no início deste mês, houve um outro episódio em que houve cobrança de compras indevidas na fatura do cartão de crédito, de um estabelcimento identificado como “Katia Silene de Olivei”. Ou seja, isso também preocupou os clientes, confira a nota que a fintech mandou para o nosso site:

“O Nubank esclarece que os casos reportados de compras não reconhecidas no estabelecimento em questão não têm origem na empresa. Nossa estrutura de segurança permanece protegida e nenhum dado foi obtido diretamente de nossa base ou por vazamento.

Ademais, o Nubank possui sistemas de detecção de risco que são constantemente atualizados para detectar estabelecimentos suspeitos. Nestes casos, compras feitas nestes estabelecimentos serão imediatamente negadas, e o cartão, automaticamente bloqueado.

Para transações já identificadas e confirmadas no estabelecimento suspeito, o Nubank já está adotando as medidas cabíveis. Recomendamos ainda aos nossos clientes que, para compras não reconhecidas neste ou em qualquer outro estabelecimento, entrem em contato imediatamente com nossa central de atendimento – disponível por chat e telefone, 24 horas por dia – para iniciar o processo de contestação. O reembolso será efetuado após a conclusão da análise do caso.

Por fim, reafirmamos que a segurança do cliente é prioridade no Nubank. Mantemos uma vigilância constante sobre os mecanismos de segurança das operações e utilização de nossos serviços, com a frequente implementação de tecnologias que auxiliem neste sentido, tais como o desenvolvimento de modelos de Inteligência Artificial, mecanismos de autenticação da conta, bloqueio do aplicativo, entre outros. Além disso, trabalhamos com conteúdos educativos para ajudar nossos clientes na prevenção contra golpes online, como phishing, e nosso blog Fala, Nubank é uma fonte de informação simples e didática para este objetivo.”

Informações dos clientes expostas

Outra situação que causou pavor nos clientes foi um problema descoberto pelo desenvolvedor Heitor Gouvêia, que acabou descobrindo vários dados de usuários do Nubank, como CPF e informações bancárias expostas no Google. Isso aconteceu devido ao link gerado pelos próprios clientes ao usarem a função cobrar do app.

Segundo o Nubank, no entanto, esses links deveriam ser compartilhados somente para os devedores que os queiram cobrar. Esses usuários os expunham nas redes sociais e os endereços acabaram indexados pelo Google.

“Para melhorar esse controle, foram feitas algumas modificações na aplicação e solicitado o bloqueio deste tipo de resultado a partir do Google, solucionando a questão”, informou o Nubank na ocasião.

Mas afinal, ainda é seguro deixar o dinheiro guardado no Nubank?

Segundo Claudio Baumann, diretor geral da provedora de serviços de segurança digital Akamai, em conversa com o einvestidor do Estadão, é comum que bancos digitais sofram ciberataques e que é impossível garantir proteção absoluta dos apps.

“Os banco digitais tem na web a única forma de interagir com seus clientes”, disse. “E quando essas instituições se conectam à internet, ganham vantagens, mas por outro lado abrem uma avenida de acesso a todo tipo de ataque”, concluiu. Ele ainda ressaltou que o número de ciberataques teria crescido 440% de março a maio.

Em contrapartida, ele ainda disse que não significa que os últimos acontecimentos tenham sido falhas de segurança nos sistemas do Nubank. Isso porque a exposição dos dados e brechas para ataques podem vir dos próprios usuários da fintech. “Me parece que as pessoas podem ter facilitado, não intencionalmente, o compartilhamento dos dados nos últimos casos”, afirma.

o diretor argumentou ainda que a segurança digital é uma briga que nunca vai acabar, pois os ataques cibernéticos se modernizam constantemente assim como as ferramentas de proteção.

Entretanto, o especialista não acredita que os novos bancos digitais são menos confiáveis por terem toda sua operação focada na internet.

“A segurança é a vida dessas entidades digitais, se os clientes não se sentirem seguros, o negócio morreu”, disse. “A gente pode ouvir falar de uma falha ou outra, mas nenhum banco vai colocar em risco o próprio negócio por negligência”, conclui.

E o desaparecimento do dinheiro?

Segundo o Nubank, o dinheiro do auxílio emergencial sumiu por uma falha nos sistemas da Caixa Econômica Federal. “Parte dos clientes que realizou o pagamento de boletos por meio da Caixa Econômica Federal recebeu em sua Nuconta uma quantia superior ao valor correto”, afirmam no documento.

Portanto, a fintech estornou o suposto excedente de volta para a Caixa. Lembrando que os clientes fazem transferências de outras instituições financeiras para bancos digitais via pagamento de boleto. Ou seja, o usuário geraria um boleto pelo app do Nubank no valor do auxílio emergencial e pagaria via Caixa Tem. Contudo, o problema ocorreu no momento em que o valor chegava à conta digital. O usuário em vez de receber os R$ 600, por exemplo, estariam recebendo o dobro na conta, R$ 1200. Em alguns casos, no entanto, os valores estavam corretos.

Depois de inúmeras reclamações e incoerências apontadas pelos clientes, o Nubank interrompeu a devolução dos valores à instituição pública e estornou o dinheiro retirado das contas.

Caixa nega responsabilidade

A Caixa negou que tenha responsabilidade pelas falhas. Em live realizada na quinta-feira (09), o vice-presidente de tecnologia do banco, Claudio Salituro, explicou que vários clientes pagaram boletos com o memso código de barras e a instituição apenas recomenou a análise dos boletos que estariam em duplicidade. “Não existe sumir dinheiro da conta, principalmente em uma instituição de 159 anos”, afirmou na transmissão.

App fora do ar

Na última sexta-feira (10), os clientes do Nubank que utilizam iPhones acordaram com problemas para entrar no app. Além disso, outros apps como Spotify e Waze também não estavam funcionando nos dispositivos.

A fintech anunciou, no Twitter, que o problema tinha sido resolvido por volta das 10h da manhã. segundo o site Business Insider, o erro teria sido ocasionado por uma falha no Facebook.

Considerações Finais

Embora tenham ocorrido diversos problemas com a fintech, nas últimas semanas, a empresa é bastante confiável e sempre ajuda os clientes da melhor forma possível. Entretanto, é sempre bom ficar atento com o seu dinheiro e também fazer o devido controle dele.

Enfim, gostou da matéria sobre se é seguro deixar o dinheiro guardado no Nubank?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Beto Chagas/Shutterstock.

- Publicidade -
Luiz Felipe Kesslerhttps://seucreditodigital.com.br/author/kessler/
Entusiasta de fintechs e tudo o que a tecnologia proporciona de facilidades em nossas vidas. Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Co-Fundador do site Seu Crédito Digital.
- Publicidade -

Últimas Notícias

FGTS pode liberar duas novas modalidades de saque em breve (saque-educação e saúde)

Está prestes a ser votado em Plenário um projeto que cria mais duas novas modalidades de saque no FGTS (Fundo de Garantia do Tempo...

SPC/Serasa e Boa Vista são obrigados a retirar negativação após 5 anos?

Atualmente, existem 4 birôs de credito aqui no Brasil: SPC Brasil, Serasa Experian, Boa Vista e Quod. Cada um deles possui um banco de...

Nexoos lança aplicativo gratuito para investidores individuais (P2P)

A partir de agora, os investidores individuais (P2P) da Nexoos, a maior fintech de crédito para empresas, autorizada pelo BACEN como Instituição Financeira SEP, contam com...

Beneficiários do Bolsa Família vão ganhar o décimo terceiro e não falta muito, confira as datas

Há um tempo atrás, o pagamento do décimo terceiro para beneficiários do Bolsa Família foi confirmado pelo governo. Isso foi prometido em junho deste...
- Publicidade -