Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Apesar do avanço das fintechs, ainda existem 34 milhões de desbancarizados

Pesquisa indica que muitos dos brasileiros que não utilizam bancos se concentram no interior.

0

Ao passo que a pandemia intensifica os serviços digitais e o avanço das fintechs, ainda existem cerca de 34 milhões de brasileiros desbancarizados ou que não movimentam suas contas bancárias regularmente.

A afirmativa vem do Instituto Locomotiva que, de acordo com os estudos deste setor em janeiro desse ano, mostram que 10% de brasileiros ainda não possuem uma conta bancária e que outros 11% não a usaram em dezembro. Logo, essa parcela totaliza 21%, enquanto que, no período anterior, janeiro de 2020, essa quantia foi de 29% do total.

Tivemos um grande crescimento na bancarização, pois durante o inicio da pandemia no ano passado houve um aumento na movimentação financeira do país, e a economia recebeu aproximadamente R$ 347 bilhões, especialmente com o incremento do auxílio emergencial. 

Mesmo que, em contrapartida, muitas pessoas não tenham conta em banco, esse dinheiro movimentado se deveu a partir do acesso remoto na quarentena, cuja abertura de conta foi ampliada. Além disso, mais papel moeda foi impresso.

O que explica esse evento é o pagamento das parcelas do Auxílio Emergencial, uma vez que foi necessário abrir uma conta e, por consequência, circular o dinheiro emitido.

O que significa estes 34 milhões de desbancarizados?

Por outro lado, os especialistas identificaram que ainda há um contingente expressivo dos chamados desbancarizados. São 34 milhões de pessoas, entre as quais existem aquelas que não possuem conta corrente ou que não a utilizam. Em outras palavras, elas não estão inclusas na onda financeira do país.

Isso significa que tal conjunto da população faz o uso de dinheiro vivo, segundo afirma Renato Meirelles, presidente do Instituto Locomotiva.

O que dizem esses números?

De acordo com Meirelles, a pesquisa observou que os 10% sem conta bancária se tratam, na maior parte, de mulheres jovens, dos 18 aos 29 anos, pertencentes às classes D e E e que moram no interior. 

Quanto aos homens, que trabalham formalmente, precisam às vezes de receber transferências de banco. Contudo, os brasileiros interioranos carecem de agências físicas.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Song_about_summer/shutterstock.com

Comentários
Carregando...