Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Após 5 anos, o nome realmente volta a ficar limpo no SPC e Serasa?

Quando o período de 5 anos acaba, o nome deve ser limpo, mas o que acontece com a dívida?

0

Existe uma crença popular de que, após um período de cinco anos, todas as contas negativadas vão prescrever e o nome do devedor sairá da lista dos órgãos de proteção ao crédito, a chamada inadimplência.

Antes de permitir que dívidas atrasem, é preciso saber as consequências que a inadimplência pode acarretar.

É provável que você também goste:

Easynvest oferece empréstimos a partir de R$ 1 mil sem consulta ao SPC e Serasa. Conheça

SuperSim oferece empréstimo fácil e sem burocracia para negativados no SPC e Serasa

Como saber se estou ou não negativado?

Para que o cidadão saiba se está com o nome negativado, basta fazer uma consulta do CPF nos órgãos de proteção ao crédito, como o SPC ou Serasa. 

Esses órgãos possibilitam o acesso a tais informações pela internet, sem cobrar taxas pelo serviço prestado.

Consequências da inadimplência

Quem se encontra negativado enfrentará uma série de dificuldades. A pessoa será impedida de fazer empréstimos, obter cartão de crédito, abrir conta em banco e realizar matrícula em instituições de ensino privado. 

Após os 5 anos de inadimplência

O limite de tempo para cobrar uma dívida é de cinco anos. Quando esse tempo acaba, o cobrador não pode mais negar o nome do cliente e tem que retirar todas as restrições estabelecidas. 

Caso o credor não entre na justiça no período de cinco anos, não poderá fazer isso após o prazo. No entanto, após cinco anos, a dívida não desaparece.

A cobrança ainda poderá ser realizada, mas de forma amigável. A diferença é que o cliente não terá mais o nome negativado.

O que fazer se a restrição for mantida?

Se os cinco anos já passaram e o nome do cliente permanece na lista de restrição, ele tem o direito de pedir uma compensação monetária, porque a negativação pode trazer uma série de prejuízos para o consumidor.

Por isso, é necessário que os cidadãos sempre acompanhem a situação de seus CPFs e validem seus direitos. Mesmo com o nome restrito, o cidadão possui direitos que devem ser exigidos.

Se o número de vezes que a cobrança é feita causa incômodo ao cliente, ele tem o direito de registrar uma queixa, pois o consumidor pode se sentir constrangido com a forma que as cobranças são feitas.

Fazer acordos com o SPC ou Serasa

Algumas empresas disponibilizam acordos para a quitação das dívidas por meio de aplicativos,  assim o débito pode ser regularizado sem sair de casa. 

Uma segunda opção é participar das feiras de negociação, como o ‘Serasa Limpa Nome’, em que é possível conseguir descontos para pagar as dívidas.

Após quitar a dívida, a empresa deve retirar o nome da lista de inadimplência. Caso isso não aconteça, o cliente tem o direito de acionar os órgãos de defesa do consumidor.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Jo Galvao / Shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...