Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Às pressas, Anvisa manda retirar lote de marca famosa de pimenta por risco à saúde

Anvisa determina retirada urgente de lote de pimenta famosa por preocupações com a segurança alimentar. Leia mais!

Recentemente, consumidores brasileiros foram alertados sobre um importante recolhimento de um produto amplamente utilizado nas cozinhas: a pimenta do reino moída. Um lote específico desta especiaria, distribuído pela empresa Pancada, sediada em Franca (SP), foi identificado como não conformidade com as normas de segurança alimentar vigentes.

Assim, a Anvisa tomou medidas imediatas, suspendendo a venda e distribuição do lote em questão, após análises laboratoriais apontarem irregularidades significativas. Dessa forma, elementos não declarados na embalagem, como glúten e amido, foram encontrados, trazendo riscos principalmente para pessoas com restrições alimentares específicas, como a doença celíaca e alergias ao milho.

Quais foram os principais riscos identificados?

Fachada de prédio da Anvisa. O prédio é de tom terroso e a parte em que fica o logo e nome é branca
Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

Os riscos associados ao consumo deste lote de pimenta do reino são preocupantes. Devido à presença de glúten e amido, indivíduos sensíveis podem enfrentar múltiplas reações adversas. Dessa forma, dentre elas, estão sintomas como anemia, fortes dores abdominais, reações dermatológicas e até dificuldades respiratórias severas, que são especialmente perigosas e podem requerer intervenção médica imediata.

Para os consumidores, é essencial verificar a embalagem da pimenta do reino moída. Outrossim, o lote afetado possui o número 45349. Caso tenha produtos da marca Pancada com este número em casa, é recomendado que o produto não seja consumido. Ademais, segundo a Anvisa, estes itens devem ser isolados e podem ser devolvidos ao ponto de venda, onde medidas adequadas podem ser tomadas.

Veja também:

Detran prorroga prazo para licenciamento anual de veículos

Medidas tomadas pela Anvisa e repercussões

Outrossim, além de ordenar o recolhimento do produto do mercado, a Anvisa enfatizou a necessidade de fiscalização contínua e rigorosa nas linhas de produção para evitar futuras contaminações cruzadas ou erros de rotulagem. Assim, esta não é a primeira vez que produtos alimentícios são retirados do mercado por razões semelhantes, ressaltando a importância do controle na proteção da saúde.

  • Anemia
  • Dor abdominal
  • Distensão abdominal
  • Diarreia
  • Dermatites
  • Coceira e/ou formigamento
  • Dificuldades respiratórias
  • Tontura, desmaio ou vertigem
  • Inchaço em várias partes do corpo
  • Vômito

Ademais, este caso sublinha a necessidade de um acompanhamento minucioso dos produtos que consumimos diariamente na alimentação. Dessa maneira, a segurança alimentar é um aspecto crucial da saúde pública que requer vigilância constante e colaboração entre fabricantes, órgãos regulatórios e consumidores.

Imagem: rafastockbr / shutterstock.com