Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Atacadão encerra serviço em 334 lojas; saiba mais!

O Atacadão anunciou o encerramento de um serviço em 334 lojas. Entenda os motivos e como isso impacta os consumidores!

O  Atacadão, gigante do varejo brasileiro e parte integrante do Grupo Carrefour, promoveu uma grande mudança operacional em abril do último ano. A empresa, reconhecida por sua vasta rede de lojas, tomou medidas para eliminar práticas discriminatórias e aprimorar a experiência de todos os clientes.

Dessa forma, a decisão de interromper a circulação dos fiscais de prevenção pelos corredores das 334 unidades veio como resposta a acusações contundentes de racismo que levaram a protestos e críticas de figuras públicas, incluindo o presidente Lula. 

Por que o Atacadão decidiu parar a circulação de fiscais?

Tela de celular mostrando logo da rede supermercados Atacadão
Imagem: rafapress / shutterstock.com

O Atacadão enfrentava crescentes críticas devido a incidentes de racismo em suas lojas. Assim, a presença constante de fiscais de prevenção já não era vista como uma solução preventiva, mas como um fator de tensão adicional. No novo formato, esses profissionais atuam de pontos fixos, sempre sob vigilância de câmeras de segurança para garantir tanto a segurança quanto um tratamento justo e igual para todos.

Dessa forma, a empresa buscou a assistência da Universidade Zumbi dos Palmares para formar uma iniciativa abrangente que aborda a discriminação racial de diversas maneiras. Essa parceria gerou programas de treinamento em diversidade e desenvolveu campanhas de conscientização que são implementadas contínua e consistentemente para todos os colaboradores da rede.

Logo, essa aproximação é um passo para reformar não apenas as políticas internas, mas também para promover um ambiente acolhedor e respeitador.

Saiba mais sobre o crescimento a empresa

O Atacadão não perdeu seu ímpeto de crescimento mesmo diante dessas adversidades. Em 2022, a empresa registrou um faturamento de R$ 108 bilhões. Assim, apesar dos obstáculos, continua a ser uma força dominante no segmento de varejo no Brasil.

Veja também:

Anvisa pede que pessoas com reações adversas a cosméticos registrem os problemas

Enquanto outros como o Assaí registraram números menores no mesmo período, o Atacadão segue na vanguarda, conduzindo não só em termos de receita, mas também como líder em práticas de mercado justas e equitativas.

Imagem: rafapress / shutterstock.com