Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Atenção: mais de 83 mil pessoas podem perder descontos na conta de luz

Mais de 83 mil famílias brasileiras podem perder descontos na conta de luz. Saiba mais informações sobre como evitar esta situação!

Mais de 83 mil famílias correm o risco de perder os descontos na conta de luz, um benefício essencial para muitas residências de baixa renda. A suspensão dos descontos pode impactar significativamente o orçamento dessas pessoas.

Dessa forma, saiba mais sobre as razões para essa possível perda, quem será afetado e como evitar a suspensão do benefício. Continue a leitura para mais informações!

O que é necessário para manter o desconto na conta de luz?

Na imagem, mão segurando uma lâmpada perto de uma conta de luz e uma calculadora.
Imagem: Renata Photography / shutterstock.com

No estado do Pará, o desconto na conta de luz pode chegar a até 65%, beneficiando indígenas, quilombolas, idosos ou pessoas com deficiência que recebem o Benefício da Prestação Continuada (BPC). No entanto, a falta de atualização do Número da Identificação Social (NIS) no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) ameaça a aplicação desse auxílio.

Atualmente, estimativas indicam que cerca de 83.651 famílias paraenses estão em risco de perder esse desconto vital para a manutenção de suas condições de vida. Entre as cidades com o maior número de clientes que precisam atualizar o cadastro estão: Belém, com 18.559 famílias; Ananindeua, com 6.034; Castanhal, com 3.015; Marabá, com 2.930; Santarém, com 2.598; e Altamira, com 1.243.

Para evitar a perda do benefício na conta de luz, os usuários devem se atentar aos prazos de atualização cadastral no CadÚnico. Aqueles que não realizaram esse procedimento nos últimos dois anos devem procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo para regularizar sua situação.

Como atualizar o cadastro para não perder a Tarifa Social?

Jorivaldo Taveira, gerente de Relacionamento com o Cliente da Equatorial Pará, enfatiza a importância dessa atualização. Ele indica que a própria conta de luz traz sinais que ajudam a identificar a necessidade de atualização.

A atualização do cadastro é um procedimento simples, mas essencial. O Responsável Familiar (RF) deve comparecer ao CRAS com o CPF, como documento principal para essa atualização. Para outros membros da família, é possível apresentar outros documentos como RG, Certidão de Nascimento ou Título de Eleitor.

Veja também:

Empréstimo com desconto na folha poderá ser feito através da carteira de trabalho digital; saiba mais

Famílias indígenas e quilombolas têm uma flexibilidade maior nos documentos que podem ser apresentados. Por fim, além do atendimento presencial nos CRAS, a Equatorial Energia também disponibiliza outros meios para facilitar o cadastramento ou a atualização dos dados. WhatsApp, pelo número (91) 3217-8200, por meio do site, ou por meio da central telefônica 0800 091 0196.

Imagem: Renata Photography / shutterstock.com