Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Atualização do INSS influenciará idade mínima para aposentadoria

A atualização das tabelas do INSS impactará a idade mínima para aposentadoria, afetando diretamente os trabalhadores que estão planejando sua aposentadoria.

Com a chegada de 2024, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) implementou mudanças significativas em suas diretrizes para aposentadorias e outros benefícios previdenciários.

A saber, as recentes normativas visam ajustar o sistema às dinâmicas demográficas contemporâneas, buscando assegurar a estabilidade financeira da previdência no Brasil.

Essas alterações impactam diretamente os trabalhadores que estão planejando sua aposentadoria e aqueles que dependem dos benefícios do INSS. Neste contexto, é fundamental compreender as mudanças e como elas podem afetar seu planejamento previdenciário.

Entenda a reformulação da Aposentadoria por Tempo de Contribuição

Celular com logo do INSS
Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

Uma das alterações mais significativas introduzidas pelo INSS é a reformulação da aposentadoria por tempo de contribuição. Neste novo modelo, mulheres precisam ter contribuído por no mínimo 30 anos e homens por 35 anos.

Notavelmente, a nova normativa removeu a necessidade de uma idade mínima para aposentadoria, favorecendo aqueles que iniciaram cedo suas atividades laborais.

A substituição do Fator Previdenciário pela Fórmula 86/96

Já o antigo Fator Previdenciário, conhecido por reduzir o valor do benefício, dá lugar à fórmula 86/96. Nesse novo sistema, os pontos são calculados pela soma da idade do contribuinte com o tempo de contribuição.

Mulheres precisam atingir 86 pontos e homens, 96 pontos. Esse método busca oferecer um cálculo mais justo e transparente das aposentadorias.

Quais benefícios foram mantidos pelo INSS?

  • Auxílio-doença: Suporte financeiro durante períodos de incapacidade temporária para trabalho devido a condições médicas;
  • Salário-maternidade: Benefício concedido às mulheres durante a licença-maternidade;
  • Auxílio-reclusão: Suporte para famílias de contribuintes encarcerados;
  • Pensão por morte: Apoio financeiro para dependentes de contribuintes falecidos.

Como as alterações do INSS em 2024 contribuem para a estabilidade financeira?

Assim, as novas diretrizes do INSS visam reforçar a estabilidade e a previsibilidade financeira do sistema previdenciário. Adaptações como a fórmula 86/96 são respostas às mudanças na estrutura demográfica, incluindo o aumento da expectativa de vida e o envelhecimento populacional do Brasil.

Veja também:

R$ 38,8 milhões liberados para quem põe CPF na nota; veja se pode receber uma parte

As reformas são projetadas para garantir que o sistema previdenciário continue a fornecer segurança e suporte eficazes aos brasileiros, especialmente no que diz respeito às necessidades futuras de apoio financeiro.

Imagem: SERGIO V S RANGEL / Shutterstock.com