Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Governo estuda pagar auxílio de R$ 200 para quem ganha Bolsa Família

Novo auxílio deve ser destinado apenas a metade da população

Governo discute pagar auxílio de R$ 200 para quem ganha Bolsa Família e deixar de fora os beneficiários do auxilio emergencial que não são contemplados pelo programa social.

0

Sofrendo cada vez mais pressão por parte do congresso, a equipe do Ministro da Economia, Paulo Guedes, finalmente começou a debater a possibilidade de uma extensão do auxílio emergencial de R$ 200.

É provável que você também goste:

BIP: conheça o novo benefício que deve substituir o Auxílio Emergencial

Conta Digital da Caixa passa a receber Bolsa Família

O empréstimo do Caixa Tem vai ser liberado sem consulta ao SPC e Serasa?

Governo antecipa abono salarial do PIS/Pasep para 8,6 milhões de pessoas.

Governo discute pagar auxílio de R$ 200 para quem ganha Bolsa Família

Contudo, ao contrário do que a população vinha esperando, a prorrogação não traria de volta o benefício de R$ 600 por mês. Na realidade, a equipe do Ministro apresentou uma proposta de valor sugerida que no momento é de apenas R$ 200 mensais.

Outra mudança que o governo cogita é de que o novo auxílio teria destinação apenas aos beneficiários do Bolsa Família, bem como às famílias que aguardam pela inclusão.

Entendendo a prorrogação do novo auxílio

Segundo o Ministro Paulo Guedes, no Brasil existem 5 milhões de pessoas que precisam de ajuda, e estas pessoas são as que procuraram ajuda através do bolsa família.

Sendo assim, na visão do ministro, o auxílio deve ser destinado apenas para essas famílias. Além dessa mudança, o ministro luta para que o valor do auxílio não entre nas despesas oficiais do governo. Isso para que não estoure o teto do orçamento da União.

Aos interlocutores, Guedes afirmou que mais de 20 milhões de famílias estão atualmente amparadas pelo bolsa família, com projeção de 5 milhões de novos inscritos que aguardam a aprovação. Um total de 25 milhões de famílias seriam amparadas pelo novo auxílio, ou seja, quase metade do número de beneficiados em 2020.

Por fim, o Ministério da Economia pretende ainda acionar outras medidas emergenciais para combater os danos causados pela pandemia que continuam afetando a população. Uma dessas medidas é a antecipação do pagamento do abono salarial, que deveria ser feita em março, mas deve começar em fevereiro. 

Enfim, quer saber tudo sobre a pandemia e os benefícios?

Se você quer saber mais sobre quais os benefícios e projetos do governo para combater a crise durante a pandemia, aproveite para ler mais de nossas matérias e comece a seguir o Seu Crédito Digital no YouTube, Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, economia e segurança digital. Siga a gente para saber mais!

Imagem: rafastockbr/shutterstock

Comentários
Carregando...