Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Auxílio Emergencial: mulher pede os mil dólares na Justiça após fala de Bolsonaro

Mulher briga na justiça para receber a diferença entre o auxílio e os US 1.000

Moradora do Rio de Janeiro reclama a diferença entre o valor que recebe, de R$ 2,4 mil e os mil dólares que Bolsonaro citou na ONU – o equivalente a R$ 5,5 mil.

0

Uma moradora do Rio de Janeiro vai pleitear na justiça a diferença entre o valor que recebeu de auxílio emergencial e os mil dólares que o presidente Jair Bolsonaro mencionou em discurso inaugural do debate-geral da ONU – Organização das Nações Unidas. As informações foram obtidas pelo portal G1.

É provável que você também goste:

Bitz do Bradesco anuncia a compra da carteira digital DinDin.

Banco do Brasil anuncia venda de quase 700 imóveis com até 65% de desconto.

URGENTE: Bolsonaro anuncia o Renda Cidadã, que deve usar verba da educação e de precatórios.

Ao todo, a beneficiária ganhou somente quatro parcelas de R$ 600, ou R$ 2,4 mil de auxílio emergencial. Um valor muito abaixo dos R$ 5,5 mil citados pelo presidente Jair Bolsonaro, considerando a cotação atual do dólar. Agora, ela pede a diferença à União.

Em discurso na abertura da 75ª Assembleia Geral da ONU na última terça-feira (22), Bolsonaro disse que o auxílio emergencial pago aos brasileiros é o equivalente a aproximadamente mil dólares.

Na última semana, durante uma live em suas redes sociais, Bolsonaro disse que arredondou o valor no discurso da ONU, e que o correto seria US$ 960 ou U$ 970.

Entretanto, de acordo com o G1, o valor citado pelo presidente Jair Bolsonaro não corresponde à verdade, Os beneficiários receberam no máximo, somando todas as parcelas, um valor de US$ 766.

As advogadas que representam a cliente, Leila Loureiro e Noemy Titan, dizem na petição que, na atual cotação do dólar, o valor total do auxílio que deveria ter sido recebido pela cliente é de R$ 5.540, se considerados os mil dólares.

“Dados os fatos acima, busca a presente pretensão o pagamento da diferença entre o valor recebido e o valor declarado pelo Presidente, de modo a materializar fielmente o benefício financeiro que foi destinado aos brasileiros, segundo expressamente proclamado pelo Chefe maior do estado”, argumentam as advogadas sobre o auxílio emergencial.

As advogadas afirmam que o valor de auxílio recebido teve “importantíssima relevância”. Entretanto, não foi o suficiente para gastos como saúde, educação e moradia. Elas pedem ainda dano moral, totalizando a causa em R$ 9.420.

A juíza federal substituta, Angelina de Siqueira Costa, intimou a União Federal a prestar informações sobre o auxílio em 10 dias. Por fim, caso não reconheça o pedido, a União deve apresentar contestação em até 30 dias.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Imagem: rafastockbr via shutterstock

Comentários
Carregando...