Se você faz parte de milhões de brasileiros que ainda estão com o auxílio emergencial em análise, ou com o auxílio emergencial negado sem nenhuma justificativa que você entenda ser plausível, saiba que é possível fazer uma reclamação no Fala.BR. Na plataforma disponível no site da CGU, é possível que qualquer cidadão solicite acesso a informações públicas, faça elogios ou reclamações, encaminhe sugestões, sugira ideias para desburocratizar o serviço público, faça solicitações ou registre denúncias.

É provável que você também goste:

Descubra o segredo para solicitar um empréstimo para MEI na Caixa de até R$ 12.500

Senado aprova projeto que proíbe inclusão no SPC e Serasa até o final do ano

Ministério da Defesa confirma que 73,2 mil militares receberam o auxílio emergencial indevidamente

Auxílio Emergencial Negado? É possível fazer uma reclamação no Fala.BR

Para fazer a sua reclamação é necessário entrar diretamente na plataforma Fala.BR e criar um cadastro, como nome, endereço de e-mail, CPF e criar uma senha. Outros dados também são necessários preencher, como informações de contato e pessoais, como gênero, datas de nascimento, cor/raça, escolaridade e profissão.

Depois de criar o seu cadastro, é necessário ativá-lo clicando em um e-mail que você deve receber na sua caixa de entrada em apenas alguns minutos.

Você pode fazer reclamações para diferentes órgãos do governo federal, como a DATAPREV, que é a responsável pela análise dos cadastros do App Auxílio Emergencial, ou o Ministério da Cidadania, por exemplo.

Brasileiros já registraram mais de 1.000 reclamações sobre o auxílio emergencial

De acordo com a Controladoria-Geral da União, que é responsável pelo Fala.BR, apenas nos últimas 7 dias, 1.077 (68%) das reclamações foram sobre a situação de Auxílio Emergencial Negado.

“Nas manifestações, os cidadãos alegam se enquadrar nas exigências por estarem desempregados, sem vínculos, ou não se encontrarem na situação descrita como motivo de negativa do benefício, e pedem revisão ou alguma medida para receber o auxílio devido”, explicou um relatório da CGU sobre o Fala.BR.

O relatório também mostra que ainda existem muitas dúvidas da população sobre o auxílio. O Fala.BR também identificou reclamações de falta de orientação e dificuldades de solicitar reanálise no pedido.

“Há, por exemplo, relatos de pessoas que tiveram dificuldades de contestar a negativa por meio do aplicativo, tendo em vista supostos erros que ocorrem na solicitação, e pessoas que não conseguiram soluções pelos telefones tridígitos apropriados”.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Fonte: Agência Brasil

Imagem: Brenda Rocha via shutterstock