Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Auxílio emergencial: 627 mil pessoas precisam devolver o valor; entenda

Confira como o Ministério da Cidadania vai entrar em contato com quem tem que devolver o benefício.

0

O Ministério da Cidadania notificou até a última terça-feira (o5) 650 mil pessoas que devem devolver, voluntariamente, os recursos recebidos por meio do auxílio emergencial. As mensagens de celular, tipo SMS, foram enviadas desde a última segunda-feira (04) pelos números 28041 ou 28042.

Auxílio emergencial: 627 mil pessoas precisam devolver o valor; entenda

De acordo com o ministério, “qualquer SMS enviado de números diferentes desses, com este intuito, deve ser desconsiderado”. Segundo a pasta, as mensagens são para os trabalhadores que ganharam recursos de forma indevida por não se enquadrarem nos critérios de elegibilidade do programa; ou então, que ao declarar o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) geraram o documento de arrecadação de receitas federais (DARF) para a restituição de parcelas do auxílio, mas ainda não efetuaram o pagamento.

Este é o 2º lote de mensagens no ano de 2021. De acordo com o ministério, após o envio do 1º lote de SMS, em agosto, as pessoas devolveram aos cofres públicos em torno de R$ 40,6 milhões até o dia 21 de setembro. As restituições foram realizadas por meio do pagamento de DARF em aberto e pela geração e pagamento de guias de recolhimento da União (GRU).

Entre as pessoas que não atendem aos critérios de elegibilidade do auxílio, estão aquelas que recebem um segundo benefício assistencial do Governo Federal, como aposentadoria, seguro-desemprego ou Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm).

Ademais, o grupo inclui também os que tinham vínculo empregatício na data do requerimento do auxílio emergencial e os identificados com renda incompatível com o recebimento do benefício, entre outros casos. As mensagens enviadas pelo Ministério da Cidadania, contêm o registro do CPF do benefício, ou NIS, no caso do público do Bolsa Família, e o link para fazer a regularização da situação, iniciada com gov.br.

Enfim, quer saber mais sobre tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Renato P Castilho / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.