O Banco Central decretou na última quinta-feira (13), a Liquidação Extrajudicial da Dacasa Financeira e da corretora de valores Uniletra Corretora de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários. Ambas empresas financeiras faziam parte do Grupo Dadalto. A decretação foi publicada ontem (13), e o motivo alegado foi o “risco anormal aos credores”.

É provável que você também goste:

Renegociar dívidas caducadas pode aumentar o score? Saiba a verdade

Com nova intervenção do Banco Central, dólar cai pelo 2º dia

INSS está chamando os aposentados e pensionistas por telefone e WhatsApp para adquirir o novo cartão do benefício?

Banco Central decreta liquidação da Financeira Dacasa e corretora Uniletra

“Considerando a grave situação patrimonial, as graves violações às normas legais que disciplinam a atividade da instituição, bem como a existência de prejuízos que sujeitam a risco anormal os seus credores”, diz o texto publicado pelo Banco Central.

De acordo com o Banco Central, o liquidante nomeado é Eduardo Felix Bianchini. O termo legal de liquidação extrajudicial fica datado de 15 de dezembro de 2019.

A Dacasa está no mercado há 35 anos e conta com 49 lojas. Elas estão distribuídas entre os estados do Espírito Santo, Rio de Janeiro, Bahia e Minas Gerais. Conforme o site da financeira, mais de 3 milhões de clientes têm produtos da empresa. Em seu portfólio, oferece empréstimo pessoal, crédito direto ao consumidor (CDC), empréstimo consignado e cartão de crédito.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa informou que, conforme orientações do liquidante nomeado pelo Banco Central, as lojas da Dacasa Financeira funcionarão normalmente para recebimento dos boletos e novos empréstimos a serem concedidos pela Portocred. Os trâmites necessários em decorrência da situação serão divulgados oportunamente nos sites das respectivas empresas.

Em um comunicado ao mercado, a Comissão de Valores Mobiliário (CVM) informa que os clientes que possuem valores mobiliários custodiados na Uniletra podem solicitar a transferência dos ativos para outro custodiante, mediante pedido ao liquidante indicado pelo BC, Eduardo Felix Bianchini, através do telefone (11) 3003-3344 ou do e-mail: [email protected]

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.