Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Banco dos Brics vai repassar R$ 5,7 bilhões ao Rio Grande do Sul; saiba mais

O Banco dos Brics, liderado por Dilma Rousseff, anunciou o repasse no valor de R$ 5,7 bilhões ao Rio Grande do Sul. Saiba mais!

Nesta terça-feira (14), o Novo Banco de Desenvolvimento, popularmente conhecido como Banco dos Brics, anunciou uma importante medida de apoio ao Rio Grande do Sul. Assim, a presidente do banco, Dilma Rousseff, confirmou a liberação de uma quantia significativa destinada ao estado para enfrentar os desafios impostos pelas recentes chuvas devastadoras.

De acordo com a ex-presidente Dilma Rousseff, o banco liberará aproximadamente 1,115 bilhão de dólares, o equivalente a R$ 5,7 bilhões. Assim, esse montante irá auxiliar na reconstrução das áreas mais afetadas e na recuperação da infraestrutura básica, essencial para a retomada da normalidade no estado.

Repasse do Banco dos Brics ao Rio Grande do Sul

Portanto, a ex-presidente do Brasil e atual presidente do banco esclareceu que os recursos irão diretamente para o estado, através de parcerias estratégicas com instituições financeiras locais como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Banco do Brasil e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Dilma também compartilhou que, antes do anúncio oficial, houve uma consulta com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), para discutir detalhadamente os aspectos do repasse e as necessidades específicas do estado diante da calamidade enfrentada.

Dilma Rousseff fala ao microfone
Imagem: A.PAES / Shutterstock.com

Repercussão e futuras medidas

Assim, a notícia do repasse foi recebida com esperança pelos gaúchos, que veem no apoio financeiro uma luz no fim do túnel para superar as adversidades trazidas pelas chuvas. 

Dessa forma, ficará a cargo das autoridades locais a gestão dos recursos para maximizar a efetividade das ações de reconstrução. Além disso, medidas adicionais de suporte e planejamento estratégico serão necessárias para garantir que o estado se recupere plenamente e esteja preparado para eventos similares no futuro.

Veja também:

Programa Minha Casa, Minha Vida no RS: governo anuncia suspensão temporária de parcelas

Em tempos de crise, a união e a rápida resposta das instituições financeiras são essenciais para aliviar o peso das catástrofes naturais sobre a população, garantindo não apenas o retorno à normalidade, mas também o fortalecimento da resiliência comunitária contra futuros desafios.

Imagem: A.PAES / Shutterstock.com