Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Descubra o segredo para uma conta de luz mais barata em dezembro

0

Se você paga conta de luz, já deve ter ouvido falar das bandeiras tarifárias. E é justamente sobre isso que falaremos neste texto. Isso porque a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu reativar o sistema de acionamento das bandeiras tarifárias a partir do dia 1º de dezembro.

Com isso, o impacto sobre o orçamento das famílias e das empresas será alto, principalmente com a pandemia. Assim, a bandeira que passa a valer em dezembro é a mais cara, isto é, vermelha patamar 2. Confira mais sobre como se proteger desse aumento.

É provável que você também goste:

Cartão Original Mastercard Black oferece 1,5% de cashback

Será que o cartão Blubank é confiável?

TUDO o que você precisa saber sobre cartão de crédito

O que são as bandeiras tarifárias?

Desde 2015, as contas de energia passaram a trazer uma novidade: o Sistema de Bandeiras Tarifárias. Dessa forma, os usuários podem se encaixar nas seguintes modalidades: verde, amarela e vermelha. Em resumo, se trata de uma sinalização para indicar se haverá ou não acréscimo no valor da conta de luz.

Com isso, a bandeira verde significa condições favoráveis de geração de energia, e não tem nenhum acréscimo. Já com a bandeira amarela, as condições de geração são menos favoráveis, com acréscimo de R$ 0,01343 para cada quilowatt-hora (kWh). Com a bandeira vermelha Patamar 1, a tarifa sofre acréscimo de R$ 0,04169 para cada quilowatt-hora kWh. Por fim, com a bandeira vermelha Patamar 2, o acréscimo é de R$ 0,06243 para cada quilowatt-hora kWh.

Como as bandeiras tarifárias impactam sua conta de luz?

Desde maio deste ano, em razão da pandemia, a Aneel decidiu manter a bandeira verde acionada até 31 de dezembro. Entretanto, a queda no nível de armazenamento das hidrelétricas e a retomada do consumo de energia, obrigaram a agência a reativar o seu sistema de bandeiras. E você provavelmente sentirá o impacto na sua conta de luz.

Assim, a volta da bandeira vermelha nas contas de luz em dezembro terá impacto de 0,40 ponto percentual no IPCA do mês. Já o índice oficial de inflação deve superar ligeiramente a meta de 4,0%. A ideia é que a taxa permaneça dentro do nível de tolerância de 1,5 ponto percentual.

Como evitar o aumento na conta de luz?

Para não sofrer o aumento, a solução é ter sua própria energia elétrica. Exemplo disso é a energia solar, que já foi adotada por mais de 425 mil  brasileiros. E essa decisão é ainda mais fácil devido a oferta de energia solar por assinatura. Com ela, você pode fazer a adesão a fazendas solares compartilhadas que geram créditos e reduzem sua conta de luz.

Para conhecer um pouco mais e saber quanto você pode economizar, sem fazer investimentos, sem prazos/multas contratuais e ainda ajudar o meio ambiente, busque empresas que fazem ofertas sob medida do serviço na internet. 

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram, e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: WAYHOME studio / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...