Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Benefícios do INSS: saiba quais são os documentos necessários para dar entrada

Guia completo para a documentação do INSS: saiba quais documentos são necessários para cada tipo de benefício e como agilizar seus pedidos

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) oferece diversos benefícios aos seus segurados, como aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte, entre outros. Para solicitar esses benefícios, é necessário apresentar a documentação correta ao INSS.

Assim, para solicitar qualquer benefício do INSS é necessário acessar o aplicativo Meu INSS (disponível para Android e iOS) ou ligar para a central de atendimento pelo número 135. Dessa forma, este canal também serve para sanar quaisquer dúvidas sobre o processo. Veja mais detalhes!

Documentos para dar entrada nos benefícios do INSS

Portanto, confira os documentos necessários para dar entrada nos benefícios do INSS:

  • Documentos pessoais: RG, CPF, Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Título de Eleitor, Certidão de Nascimento ou Casamento;
  • Comprovantes de contribuição: Carnês do INSS, extratos de contribuição previdenciária, recibos de pagamento de contribuições autônomas;
  • Documentos médicos: Atestados médicos, exames, laudos, relatórios médicos (para pedidos de auxílio-doença, pensão por invalidez, auxílio-acidente, etc.);
  • Outros documentos: Certidão de óbito (para pensão por morte), procuração (se você estiver representando outra pessoa), comprovante de residência, entre outros.
Liberar benefícios INSS
Imagem: Angela_Macario / Shutterstock.com

Documentação por tipo de benefício

Além disso, confira a documentação necessária por tipo de benefício:

  • Aposentadoria: RG, CPF, CTPS, comprovantes de contribuição, Certidão de Nascimento ou Casamento;
  • Auxílio-doença: RG, CPF, CTPS, atestado médico, exames, laudos, relatórios médicos;
  • Pensão por morte: RG, CPF, Certidão de Óbito do cônjuge, Certidão de Nascimento ou Casamento, comprovantes de dependência (se houver);
  • Auxílio-acidente: RG, CPF, CTPS, atestado médico, exames, laudos, relatórios médicos, boletim de ocorrência do acidente.

Enfim, ter todos os documentos organizados e em mãos no momento de iniciar o pedido pelo Meu INSS é crucial para agilizar o processo e evitar retornos por falta de documentação. Muitas vezes, a demora no processo se dá por informações incompletas ou documentações erradas.

Veja também:

Minha Casa, Minha Vida: saiba como comprar seu imóvel pelo programa

Por fim, vale lembrar que, em casos de discrepância de datas ou nomes, é indispensável a correção antes de iniciar o pedido para que tudo corra bem na análise do INSS.

Imagem: Angela_Macario / Shutterstock.com