Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Bolsa Família: conheça 4 regras além da renda per capita

A regra sobre renda per capita é aque mais se destaca no Bolsa Família, mas ainda há outras 4; confira quais são.

Uma regra que mais preocupa em relação ao Bolsa Família é aquela relacionada ao limite de renda per capita. Nesse sentido, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) define que para fazer parte da lista de pagamentos, a renda per capita deve ser de até R$ 218.

Em duas situações específicas há uma flexibilidade quanto a isso. Quando uma pessoa mora sozinha, ou seja, é uma família unipessoal ou quando um integrante do ciclo familiar contemplado conseguiu um emprego, a renda per capita para receber o Bolsa Família pode ser de até R$ 660.

No entanto, apesar dessa ser uma regra importante, ela não é a única estabelecida. Sendo assim, é importante se atentar a todas as regras que vão garantir o pagamento do Bolsa Família na sua conta do Caixa Tem (Android, iOS); confira.

Regras do Bolsa Família relacionadas à saúde

Há duas regras do Bolsa Família relacionadas à saúde. Ambas indicam que a família faça os devidos acompanhamentos médicos disponibilizados nas unidades de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Veja também: Como solicitar o salário-família do INSS?

Portanto, todos da família precisam ser vacinados de acordo com o calendário nacional. Além disso, é importante que as gestantes façam acompanhamento pré-natal. Por fim, crianças de até 7 anos devem manter um acompanhamento nutricional.

Regras relacionadas à educação

No mesmo sentido das regras relacionadas à saúde, essa outra regra sobre educação é para garantir que crianças e adolescentes estejam devidamente matriculados na escola. Em vista disso, o MDS determinou uma porcentagem de frequência mínima. 

No caso das crianças de até cinco anos, a exigência é o comparecimento em pelo menos 60% das aulas. Dos 6 até aos 18 anos, a frequência aumenta para, no mínimo, 75%.

Atualização do CadÚnico

Além das regras citadas, é fundamental manter o Cadastro Único (CadÚnico) atualizado a cada 24 meses em uma unidade do Centro de Referência em Assistencia Social (CRAS). Porém, se houver suspeitas de fraude ou reformulações, o próprio MDS pode solicitar uma atualização antes que se complete o intervalo de tempo informado.

Por fim, deste modo você estará garantindo o pagamento do Bolsa Família na sua conta do Caixa Tem. Ele é efetuado sempre a partir da segunda semana do mês e transferido de acordo com o Número de Inscrição Social (NIS).

Imagem: Divulgação / Ministério do Desenvolvimento Social / Roberta Aline