Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Bolsa Família: decreto prevê fim de benefício extraordinário; confira

Descubra quando o benefício extraordinário do Bolsa Família será descontinuado e como os beneficiários serão afetados pela mudança

Nesta terça-feira (18), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lançou um novo decreto, que traz notáveis modificações no Bolsa Família. Assim, a medida prevê o fim do Benefício Extraordinário de Transição (BET) em maio de 2025, iniciativa que impacta milhões de famílias brasileiras.

Criado em dezembro de 2023, o BET foi uma medida temporária para garantir que as famílias beneficiárias do antigo Auxílio Brasil não tivessem uma redução em seus rendimentos com a migração para o novo Bolsa Família. Assim, o valor do BET varia de acordo com a composição familiar, mas tem o valor mínimo de R$ 600. Veja mais detalhes!

Fim do benefício extraordinário do Bolsa Família

Portanto, o governo federal argumenta que o Benefício Extraordinário de Transição era uma medida emergencial e que o novo Bolsa Família, com seus novos valores e regras, já é suficiente para garantir a proteção social das famílias de baixa renda.

Veja também:

Projeto de lei que obriga pedágios a aceitarem pagamento via Pix é aprovado

Assim, a descontinuação do BET está prevista para maio de 2025. Dessa forma, a partir dessa data, as famílias que recebiam o benefício extraordinário passarão a receber apenas o valor base do Bolsa Família, que varia de R$ 60,00 a R$ 200,00 por mês, de acordo com a renda familiar.

Uma mão segurando um celular com o aplicativo do Bolsa Família aberto. Ao fundo, a tela de um computador com o site do programa aberto.
Imagem: Sidney de Almeida / shutterstock.com

Valores adicionais

No entanto, as famílias continuam a contar com os valores adicionais do Bolsa Família, sendo eles:

  • Benefício Primeira Infância (BPI) – R$ 150 – comtempla crianças de zero a 6 anos;
  • Benefício Variável Familiar Criança – R$ 50 – contempla crianças e adolescentes de 7 a 16 anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar Adolescente – R$ 50 – contempla adolescentes de 16 a 18 anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar Gestante – R$ 50 – contempla gestantes;
  • Benefício Variável Familiar Nutriz – R$ 50 – contempla bebês de até 7 meses de idade.

Por fim, vale lembrar que ainda há o pagamento do Auxílio Gás à algumas famílias que integram o Bolsa Família, com um valor que fica em torno de R$ 100 a cada dois meses.

Imagem: Sidney de Almeida / shutterstock.com