Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Segundo o IBGE, 3,7 milhões de famílias têm direito ao Bolsa Família, mas não recebem

0

Temos um dado preocupante a respeito do Bolsa Família: segundo o IBGE, 3,7 milhões de famílias têm direito ao benefício, mas não recebem o valor. Hoje, o Bolsa Família é o principal programa de distribuição de renda do país. Dessa forma, de acordo com os dados coletados em novembro pelo IBGE, 17,9 milhões de famílias teriam direito ao benefício, mais 3,7 milhões delas não estão incluídas na folha de janeiro deste ano.

Daniel Duque, pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre/FGV), foi responsável pelo levantamento da pesquisa, encomendada pelo site Uol. Os números foram obtidos a partir de microdados da Pnad Covid-19, pesquisa mensal do IBGE responsável por analisar os impactos da pandemia sobre a saúde e o mercado de trabalho.

É provável que você também goste:

Ministro garante reajuste no valor do Bolsa Família

Vazamento que expôs 220 milhões de brasileiros é pior do que se imaginava

Caixa Tem: Quando a Caixa vai liberar empréstimo de até R$ 2.000 pelo app?

Quais são os critérios para ter direito ao Bolsa Família?

Afinal, quem teria direito ao Bolsa Família? Primeiramente, de acordo com as regras especificadas pelo governo, para receber o valor é preciso ter:

  • Renda familiar de até R$ 89 mensais por pessoa (extrema pobreza);
  • Renda familiar entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais por pessoa, desde que a família tenha criança ou adolescentes de 0 a 17 anos (pobreza)

Em novembro de 2020, o Brasil tinha 16,9 milhões de famílias em situação de extrema pobreza. Dessas, 1 milhão são famílias em situação de pobreza e que têm pelo menos uma criança ou adolescente menor de idade em casa.

Os critérios para o levantamento feito pelo IBGE foram renda formal declarada ao IBGE (descontados o auxílio emergencial e os benefícios assistenciais como o próprio Bolsa Família) e a composição das famílias.

Para Pnad Covid-19, número pode ser ainda maior

Entretanto, como o Bolsa Família tem verba limitada, não basta preencher os requisitos de renda para receber. É preciso que a família esteja regular no Cadastro Único e que o governo federal autorize os pagamentos, o que depende muito do orçamento disponível. Ou seja, atualmente, nem todos que precisam recebem o valor.

Segundo pesquisa da Pnad Covid-19, realizada em maio, o número pode ser ainda mais preocupante. Isso porque, segundo esses resultados, cerca de 15,2 milhões de lares estariam dentro dos critérios de renda do Bolsa Família, com 14 milhões em extrema pobreza e 1,2 milhão em pobreza. Dessa forma, haveria um crescimento de 2,7 milhões de famílias elegíveis ao programa em apenas seis meses.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter e Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Imagem: Cassiano Correia/shutterstock.com

Comentários
Carregando...