Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Bolsonaro nega desejo de demitir o ministro da Economia, Paulo Guedes

Bolsonaro também afirma ter esperança de que a economia vai melhorar.

0

Diante da dificuldade em conseguir espaço no Orçamento de 2022 para pagar o Auxílio Brasil, cresceram os rumores sobre uma possível demissão do ministro da economia, Paulo Guedes. Apesar disso, o presidente Jair Bolsonaro nega esse desejo e cita que acertou com ele “um mínimo de R$ 300” para o Auxílio Brasil. Confira os detalhes abaixo.

Bolsonaro aumenta IOF para tentar pagar o Auxílio Brasil

Bolsonaro nega desejo de demitir o ministro da Economia, Paulo Guedes

De acordo com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro:

“Não existe nenhuma vontade minha de demiti-lo. Vamos supor que eu mande embora o Paulo Guedes hoje. Vou colocar quem lá? Teria de colocar alguém da linha contrária à dele, porque senão seria trocar seis por meia dúzia. Ele iria começar a gastar, e a inflação já está na casa dos 9%, o dólar em R$ 5,30”.

Além disso, Bolsonaro pregou a responsabilidade na economia e o respeito ao teto de gastos. Ademais, ele estima que a economia deve melhorar.

“Como temos ainda um ano para a eleição, as decisões que devem ser tomadas ainda não estão contaminadas por interesses eleitorais. O Paulo Guedes tem dito que a eleição estimula você a gastar para buscar a reeleição. Estimula você a fazer certas coisas que você não quer, para buscar a reeleição, isso aí é natural do ser humano. E nós não furamos teto, não fizemos nada de errado no tocante a isso aí.”

Presidente comenta alta dos produtos básicos

Com relação ao preço da gasolina, do gás e dos alimentos, Bolsonaro descartou a hipótese de tabelar ou segurar os preços.

Mas quero que o consumidor fique sabendo o preço do combustível da refinaria, o imposto federal, o transporte, a margem de lucro e o imposto estadual. Hoje toda crítica cai no meu colo. O dólar está alto, mas o que eu posso falar para o Roberto Campos? Quem decide é ele, que tem independência e um mandato. Reconheço que o custo de vida cresceu bastante aqui, além do razoável, mas vejo perspectivas de melhora para o futuro.

Ademais, vale ressaltar que Bolsonaro costuma culpar os governadores pela alta no preços dos combustíveis. Entretanto, os dados oficiais mostram quem o que mais pesou para a elevação do preço nos últimos anos foram os reajustes da Petrobras.

Ao falar sobre o Auxílio Brasil, o presidente disse que “ao contrário de governos passados, não vai ser usado como curral eleitoral”. Ademais, vale ressaltar que o Bolsa Família foi alvo de frequentes ataques de Bolsonaro enquanto ele era deputado federal. Inclusive, ele já definiu os beneficiários do programa como “pobres coitados”, “ignorantes” e “miseráveis”. Além disso, em 2011, defendeu o fim do programa.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal  do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: ettore chiereguini / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.