Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

C6 Bank dá dicas para quem precisa declarar o imposto de renda

Confira as dicas para fazer a declaração do imposto de renda de 2021 para não perder o prazo e ficar em débito com a Receita

0

O C6 Bank liberou algumas dicas importantes para aqueles que ainda não fizeram a declaração do imposto de renda. Quem não fizer dentro do prazo, está sujeito a multa de, no mínimo, R$165,74.

Assim, com o intuito de ajudar a todos, seguem algumas dicas para as principais dúvidas referentes ao IR 2021.

É provável que você também goste:

Banco Central vai autorizar estorno de dinheiro em fraudes com o Pix

Nubank solicita reconhecimento facial para confirmar Pix de alto valor

Ganhe 3.000 pontos Livelo com os cartões de crédito do Bradesco

Quem deve declarar imposto de renda?

Existem algumas exigências que precisam ser seguidas. Por isso, para aqueles que cumprem ao menos um dos requisitos abaixo, é obrigatório a declaração. Veja:

  • Para aqueles que obtiveram rendimentos tributáveis com a soma passando de R$28.559,70 durante 2020;
  • Para aqueles que receberam o auxílio emergencial durante 2020, independente do valor, além de outros rendimentos que passem de R$22.847,76;
  • Ter recebido rendimentos que foram isentos, classificado como não-tributável ou que foi tributado diretamente na fonte com quantia maior que R$40 mil reais;
  • Para aqueles que pretendem compensar prejuízos através das atividades rurais referente a 2020 ou anterior;
  • Ter bens que sejam superiores a R$300 mil reais;
  • Receberam por capital na alienação de bens, ou direitos e aplicações em bolsa de valores, mercadorias, futuros ou assemelhadas em 2020;
  • Para quem vendeu imóvel residencial e comprou outro imóvel com o lucro, no prazo de 180 dias e escolheu ser isento no IR;
  • Para brasileiros que optaram por morar fora do país em 2020.

Entretanto, se nenhuma dessas opções combinar com a situação financeira da pessoa, ela não é obrigada a declarar imposto de renda, mas nada a impede de fazer.

Quais documentos são necessários para o IR 21?

Para preencher todos os dados solicitados para a declaração, é necessário que reúna os seguintes documentos:

  • Informe de rendimentos pelas fontes pagadores;
  • Informe de rendimento sobre aplicações financeiras, como bancos e corretoras;
  • Relatório sobre dívidas que foram criadas durante o ano que passou, assim como apresentar os comprovantes de venda e compra referente a móveis e imóveis;
  • Se for pagador de pensão alimentícia, também precisa informar e ter os comprovantes guardados.

Durante a declaração, após preencher tudo com cuidado, é possível decidir pela opção que cobrar o menor imposto a pagar ou escolher pelo maior imposto a restituir.

 

Além disso, já quanto as alíquotas do IR 21, a tabela continua igual a 2015, sem alterações desde então:

  • Até R$ 1.903,98: é isento;
  • De R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65: 7,5%;
  • De R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05: 15%;
  • No valor R$ 3.751,0 a R$ 4.664,68: 22,5%;
  • Para valores acima de R$ 4.664,68: 27,5%.

A restituição acontece quando a Receita Federal percebe que foi pago mais do que o valor justo, portanto, o contribuinte pode solicitar o recebimento da diferença desse pagamento. A quantia  é devolvida até o mês de dezembro, no mesmo ano da declaração.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...