Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

C6 Bank e iFood fazem parceria com a MOSS, empresa de criptomoeda brasileira

Startups compram token verde para converter em projetos ambientais

0

C6 Bank e iFood formaram parceria com a MOSS, empresa de criptomoeda, com o intuito de zerar as chamadas pegadas de carbono. A ação tem como resultado a adesão ao token MCO2, uma vez que a compra da criptomoeda se converte em atitudes ambientais.

Desde que o banco e a empresa de delivery identificaram, respectivamente, grandes toneladas de carbono emitidas e poluição de plásticos usados nas entregas, a parceria tem apresentado bons resultados.

Com efeito, a fintech consegue dar mais um salto em sua presença no mercado e, assim, valorizar seu token verde daqui pra frente.

É provável que você goste também

Confira novas dicas para aumentar o Serasa Score de maneira mais rápida e eficaz

Banco Central anuncia novo serviço do Pix semelhante a emissão de boletos

TIM agora tem direito a uma fatia do C6 Bank

O que é MOSS?

MOSS é uma plataforma financeira ambiental que vende moeda digital própria com o propósito de compensar as pegadas de carbono das empresas.

A partir da compra de créditos, ou ativos verdes, estabelece-se parcerias entre as companhias e a MOSS para colocar em práticas alguns projetos. Por exemplo, neutralizar emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE), preservar árvores e enviar milhões de dólares para a Amazônia.

Através de parcerias como a que se refere este texto, o preço da moeda virtual da MOSS, a MCO2, terá uma valorização de até 550% nos próximos anos. 

Segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), a estimativa é de que o preço para este tipo de crédito chegue a valer US$ 100 a cada tonelada de carbono.

Qual é o projeto do C6 Bank e do iFood ?

Consideradas como duas das principais startups brasileiras, o banco digital e o delivery de alimentos passam a integrar a criptomoeda a fim de lançarem sua participação em projetos ambientais.

Visto que o C6 Bank analisou o volume de carbono gerado, a parceria foi feita em 2020 e zerou a pegada deixada pela instituição financeira. 

De acordo com a análise, este volume representou, aproximadamente, 475 toneladas de CO2, somente no ano passado.

Por conseguinte, o banco optou pelo projeto que visa proteger a Fazenda Fortaleza do Ituxi, no sul da Amazônia. Portanto, a compra do token brasileiro se converteu em créditos aplicados na proteção de 150 mil hectares florestais, bem como no incentivo da produção local de castanhas e açaí.

Além disso, o projeto visou o uso de energia renovável como a solar, para o funcionamento dos escritórios do grupo.

Por outro lado, o iFood ainda não aderiu ao token MCO2, mas apresentou, de antemão, seu projeto Regenera. 

Quais os planos do C6 Bank e iFood?

Segundo a rede de delivery, a ação compensatória se dará por meio de dois planos: colocar um fim  na poluição de itens plásticos utilizados nas entregas e neutralizar as emissões de CO2 da companhia até 2025.

Desse modo, a parceria tem alguns objetivos que vão regenerar seus consumos. Logo, a empresa pensa em investir no uso de veículos não poluentes, já que em 2020 foram 128 mil toneladas de carbono liberadas nas entregas.

Além disso, existe a parceria com a Voltz, que monta motos elétricas, como substituição das convencionais. Para isso, um contrato financeiro foi feito para que os entregadores tenham este acesso por meio de uma linha de crédito. 

Por fim, o plano ainda é criar uma fazenda solar que forneça energia para restaurantes parceiros.  A princípio, o projeto piloto será lançado já nos próximos dias e atenderá 500 estabelecimentos.

E ainda que a empresa não consiga compensar os poluentes que, eventualmente, serão gerados, a ideia é tanto preservar quanto reflorestar o ambiente, juntamente com a MOSS.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...