A Caixa Econômica Federal suspendeu a liberação do saque emergencial de R$ 1.045 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para um grande número de pessoas que já deveria ter recebido o dinheiro em contas poupanças sociais digitais, com movimentação pelo Caixa Tem. De acordo com uma matéria do Extra, o banco informou que os beneficiários estavam com cadastros incompletos. O número de pessoas que tiveram o saque barrado não foi divulgado. Saiba o que fazer para resolver o problema.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, após a atualização dos dados incompletos, o crédito de R$ 1.045 será reprogramado.

É provável que você também goste:

Calendário oficial das próximas parcelas do Auxílio Emergencial é divulgado

Sicredi lança plataforma que ajuda empreendedores gratuitamente a anunciarem seus negócios.

Milhares de beneficiários do INSS vão receber atrasados de até R$ 62.700 em 2020

Primeiramente, a orientação da Caixa é que os trabalhadores completem as informações como o endereço, nome da mãe e a data de nascimento, entre outras, para que a abertura da poupança digital possa ser concluída.

Entretanto, o banco não avisou sobre os erros no cadastro e não orientou previamente os trabalhadores sobre como deveriam realizar a correção dos dados.

Portanto, a recomendação agora é que os trabalhadores consultem a situação do Saque Emergencial no APP FGTS. Depois de completar o cadastro, o crédito será reprogramado, segundo a Caixa.

Nascidos nos meses de janeiro, fevereiro e março, tiveram depósito em conta poupança social digital da Caixa programado para 29 de junho, 6 de julho e 13 de julho, respectivamente.

Até agora, quem já recebeu o valor, pode usar o crédito do FGTS apenas para pagamento de boletos e compras, utilizando o app Caixa Tem (disponível para celulares com sistemas Android e iOS).

O saque e as transferências do FGTS de R$ 1.045 serão autorizados somente a partir do dia 25 de julho. Cabe ressaltar que eles também vão obedecer a um calendário que vai até o dia 14 de novembro, dependendo da data de nascimento do beneficiário.

Como corrigir os erros no cadastro da Caixa?

O trabalhador pode verificar a situação de seu cadastro no site do saque emergencial, no telefone 111, no aplicativo FGTS (disponível para sistemas Android e iOS) ou no Site do FGTS.

O trabalhador receberá uma mensagem informando se há necessidade de atualização do cadastro. Caso seja preciso, os ajustes deverão ser feitos pelo App FGTS, sem a necessidade de comparecer a uma agência. Com o cadastro atualizado, a Caixa garantiu que o crédito será programado.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem destacada: Roman Kosolapov, via Shutterstock.

Sobre o Autor

Eduardo Mendes

Cofundador

Sou um entusiasta da tecnologia, que também aprecia inovação, empreendedorismo, além de Fintechs e as suas facilidades. Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. CoFundador do site Seu Crédito Digital.

Ver todos os artigos