Tag - FGTS

Cuidado: golpe do FGTS pelo WhatsApp promete saques de até R$ 1.900

A rápida difusão de mensagens nas redes sociais é uma boa forma de facilitar e propiciar a comunicação instantânea. Contudo, pode fazer com que falsas notícias e informações se espalhem com facilidade, inclusive golpes e crimes virtuais. Algumas pessoas têm recebido recentemente mensagens no Whatsapp que prometem o pagamento do FGTS para quem trabalhou com regime de CLT dos anos de 1998 a 2018. Claramente trata-se de um golpe do FGTS. Confira mais informações.

Leia também:

Cartão de Todos: conheça o cartão da inclusão social.

Bolsonaro proíbe cobrança de contribuição sindical no salário.

Cuidado: golpe do FGTS pelo WhatsApp promete saques de até R$ 1.900

Primeiramente, é solicitado que o usuário acesse um link, responda a algumas perguntas gerais, e então o benefício seria “recebido”. Contudo, obviamente que isso não acontece na prática. O mecanismo do golpe, basicamente, é o de forçar as vítimas a passarem algumas informações que acarretarão na contratação serviços pagos por SMS. Portanto, com isso são feitas cobranças mesmo sem o consentimento do indivíduo.

Por fim, para piorar ainda mais a situação, foram criados blogs e posts pelos próprios golpistas, em que diziam ter recebido pelo benefício, o que levava as vítimas a acreditarem na falsa informação.

Como realmente pode ser sacado o FGTS?

O FGTS só pode ser sacado pelos trabalhadores em situações especiais, como:

  • Em demissão sem justa causa;
  • Rescisão de contrato de trabalho;
  • Aposentadoria;
  • Em caso de doenças graves, como HIV e neoplasias malignas;
  • Para compra da casa própria;
  • Dentre outras.

O processo só pode ser concluído nas agências da Caixa Econômica Federal. Portanto, sempre suspeite de qualquer informação diferente desta. Nunca passe seus dados pelo Whatsapp, emails ou telefone para pessoas que não sejam prestadoras de serviço bancário. Para maiores esclarecimentos, sempre entre em contato com o 0800 ou busque uma agência física para não cair em um golpe do FGTS.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Aposentados estão prestes a perder a multa de 40% do FGTS

Nesta quarta-feira (20), está em discussão no Congresso Nacional a possibilidade de retirada de multa de 40% do FGTS a trabalhadores aposentados demitidos sem justa causa.  Quando um empregado se aposentava (até então) e continuava prestando serviços a uma determinada empresa, caso fosse demitido sem justa causa, teria direito a receber 40% de multa sobre o valor total do seu FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Leia também:

5 cartões de crédito sem anuidade e sem consulta ao SPC e Serasa.

Next, banco digital do Bradesco, fecha parceria com Outback.

Aposentados estão prestes a perder a multa de 40% do FGTS

O depósito do FGTS é feito pelo empregador mensalmente, e corresponde ao valor de 8% sobre o salário bruto do empregado. Quando demitido, ao se aposentar, bem como em outras situações especiais, o beneficiário tem direito ao saque do valor.

A retirada da multa dos 40% faz parte do projeto de Reforma Previdenciária, e vêm gerando muita polêmica. Os empresários e contratantes interpretam a medida de maneira positiva, pois, haverá uma redução de custos. Por outro lado, muitos aposentados esperam serem demitidos para poderem ganhar a multa de 40% sobre o saldo do FGTS.

Contudo, existe uma dúvida que ainda não foi esclarecida, sobre como ficariam os depósitos do FGTS realizados antes da aposentadoria. O trabalhador também perderia este direito? Para onde o recurso iria? Especialistas no assunto dizem que tal proposta é uma forma de os trabalhadores demorarem mais para pedir a aposentadoria, e assim, haveria uma redução de gastos do governo. Como serão as cenas dos próximos capítulos? O que você acha de mais essa medida, caso seja aprovada? Deixe seu comentário logo abaixo e companhe conosco aqui no site Seu Crédito Digital.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Acompanhe nossas notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Saque integral do FGTS poderá ser liberado para quem pedir demissão em 2019

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS, é uma espécie de poupança daqueles que trabalham com carteira assinada. Mês a mês, o contratante deve depositar o correspondente a 8% do salário bruto. Entretanto, as regras para saque do mesmo são pouco flexíveis, o que dá a impressão que o dinheiro pertence aos trabalhadores – e sabe-se que deveria ser o oposto. O PLS 392/2016 propõe exatamente a mudança de regras para o saque do benefício, e neste ano, voltou a ser discutido e mencionado no Senado. Ou seja, o Saque integral do FGTS poderá ser liberado para quem pedir demissão em 2019.

Leia também:

Banco Original faz parceria com PicPay para pagamento com cartão virtual

Carteira de trabalho verde e amarela pode acabar com 13º, férias e FGTS

5 desvantagens do Banco Inter em comparação aos bancos tradicionais

Saque integral do FGTS poderá ser liberado para quem pedir demissão em 2019

Quem pode sacar o FGTS atualmente?

Primeiramente, considerando a legislação em vigor atualmente, tem direito ao saque do FGTS o trabalhador que se encontrar nas seguintes situações:

  • Quando houver demissão sem justa causa;
  • Ao término de contratos que tinham prazo definido;
  • Rescisão de contrato por parte do empregador;
  • Para aposentadoria;
  • Necessidades pessoais urgentes, como desastres naturais;
  • Falecimento do trabalhador;
  • Após os 70 anos;
  • Na presença de determinadas doenças, como neoplasias, HIV, entre outras;
  • Aquisição de casa própria;
  • Dentre outros.

O que mudaria com a nova lei?

A mudança da legislação propõe que o empregado possa sacar seu FGTS quando pedir demissão. Com isso, o indivíduo teria o que é seu de direito, e poderia utilizar o recurso para empreender, investir ou qualquer outro motivo de seu interesse. Sabe-se que tal mudança iria movimentar a economia, mas vai contra os interesses bancários, principalmente da Caixa Econômica Federal – responsável pela maior parte dos financiamentos residenciais, através do FGTS.

Qual a expectativa?

A mudança da Lei está em tramitação, e sua última discussão ocorreu no dia 3 de Janeiro deste ano, na Secretaria Legislativa do Senado Federal.

A população pode participar votando a favor ou contra o projeto, através deste link. Defenda seus interesses!

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim, acompanhe todas as notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Carteira de trabalho verde e amarela pode acabar com 13º, férias e FGTS

De acordo com reportagem de O Globo da última quinta-feira (07), os jovens trabalhadores que serão enquadrados no novo modelo de capitalização previsto na Reforma da Previdência pode acabar com uma série de benefícios. Dentre eles, a carteira de trabalho verde e amarela pode acabar com 13º salário, férias e FGTS. Conforme Paulo Guedes, o jovem poderá “optar” em abrir mão de direitos previstos em cláusula pétrea da Constituição.

Leia também:

Saque integral do FGTS pode ser liberado para quem pedir demissão em 2019

Carteira de trabalho verde e amarela pode acabar com 13º, férias e FGTS

O ministro da Economia, Paulo Guedes afirmou nesta quinta-feira (07) que a carteira de trabalho verde e amarela será uma nova proposta aos trabalhadores brasileiros. Ou seja, diante de milhões de brasileiros desempregados, é preciso escolher o que queremos. Um país que defende um sistema que tem muitos direitos e não tem emprego ou um sistema onde você tem muitos empregos e esses direitos são os que você escolhe ter.

Segundo o ministro, neste novo sistema a empregabilidade deverá ser enorme, chegando a 100% entre os jovens. O governo poderá usar a data de nascimento para definir a linha corte para os trabalhadores que terão a nova carteira de trabalho. Paralelamente, os celetistas continuarão com a carteira de trabalho convencional.

Por fim, aqueles jovens que optarem pela carteira de trabalho verde e amarela terá que recorrer à justiça comum caso se sintam prejudicados. Portanto, a Justiça do Trabalho tenderá a se tornar obsoleta ao longo do tempo.

“O novo regime vai constar no projeto de lei complementar que o Executivo enviará ao Congresso e que vai definir os detalhes do regime de capitalização. Eles terão uma conta individual — uma espécie de poupança, visando a uma renda complementar na aposentadoria. Serão definidas algumas situações de saque em caso de desemprego e doenças. Quem tem FGTS poderá transferir parte do saldo para essa conta”, pontuou O Globo.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Os 18 motivos em que você tem o direito de sacar o FGTS

Quem é trabalhador com carteira assinada, recebe depósitos mensais do empregador correspondentes a 8% do salário. Este dinheiro fica depositado em uma conta aberta na Caixa Econômica Federal, e vai rendendo mensalmente de acordo com a variação da TR mais juros de 3% ao ano sobre o saldo. Entretanto, este dinheiro fica parado e somente pode ser sacado em casos específicos. Contudo, com as recentes mudanças na legislação, confira as 8 situações em que você tem o direito de sacar o FGTS atualmente.

Leia também:

bxblue tem empréstimo para negativados online, sem consulta ao SPC/Serasa

Consórcio ou financiamento de imóveis: qual a melhor opção?

Os 18 motivos em que você tem o direito de sacar o FGTS

1) Demissão sem justa causa

Primeiramente, quando o trabalhador é demitido sem justa causa, ele tem o direito de sacar o FGTS, além de 40% da multa sobre o saldo para fins rescisórios.

2) Rescisão por acordo

Desde novembro de 2017, e de acordo com a Lei nº 13.467/2017, o trabalhador passou a ter o direito de sacar 80% do valor depositado no FGTS mais 20% do saldo para fins rescisórios do FGTS. Além disso, tem direito às demais verbas trabalhistas com os descontos devidos, como os dias trabalhados, o 13º salário e as férias proporcionais.

3) Término do contrato por prazo determinado

Sempre que houver um contrato por prazo determinado, automaticamente o trabalhador tem direito de sacar o FGTS ao término do contrato.

4) Fechamento de uma empresa

Em virtude da rescisão do contrato de trabalho por extinção, supressão das atividades, fechamento de estabelecimentos, filiais ou agências, pelo falecimento do empregador, ou ainda decretação de nulidade do contrato de trabalho, o que está previsto no inciso II do artigo 37 da Constituição Federal, o trabalhador tem o direito de sacar o FGTS.

5) Extinção do contrato por culpa recíproca

A culpa recíproca ocorre quando ambas as partes dão causa à rescisão do contrato de trabalho. Portanto, ela está está prevista no artigo 484 da CLT.

6) Extinção do contrato por força maior

Força maior é tudo aquilo que é inevitável e imprevisível, em relação à vontade do empregador. Ademais, em ambos os casos é assegurado o direito ao saque do FGTS.

7) Aposentadoria

Obviamente, o trabalhador tem o direito de sacar o FGTS quando ele se aposentar.

8) Situação de emergência ou estado de calamidade pública

Nos casos de necessidade pessoal, urgente e grave, decorrente de desastre natural que está previsto no Decreto n. 5.113/2004. Ou seja, que tenha atingido a área de residência do trabalhador, quando a situação de emergência ou o estado de calamidade pública for assim reconhecido, por meio de portaria do Governo Federal.

9) Suspensão do Trabalho Avulso

Trabalhador avulso é aquele que presta serviços de natureza urbana ou rural e sem vínculo empregatício a diversas empresas. Ele tem direito de sacar o FGTS quando ocorrer a suspensão do contrato.

10) Falecimento do trabalhador

No falecimento do trabalhador, os seus herdeiros tem o direito de sacar o FGTS. Saiba mais sobre o assunto aqui neste artigo.

11) Idade igual ou superior a 70 anos

Quando o titular da conta vinculada tiver 70 anos ou mais, independente se ele continua em plena atividade laboral, passa a ter o direito de sacar o FGTS.

12) Portador de vírus HIV

Quando o trabalhador ou seu dependente for portador do vírus HIV, ele tem o direito de sacar o FGTS, sendo que pode efetuar saques mensais, inclusive, através do cartão do cidadão.

13) Neoplasia Maligna – Câncer

Sempre que o trabalhador ou seu dependente estiver acometido de neoplasia maligna – câncer, ele passa a ter direito ao saque das suas contas. Lembramos que os saques podem ser realizados mensalmente, de posse do cartão do cidadão.

14) Estágio terminal por doença grave

Como já falamos aqui neste artigo, entenda em quais situações o direito ao saque do FGTS está previsto. Ou seja, sempre que o próprio trabalhador ou o seu dependente estiver acometido de doença grave.

15) Conta sem depósitos por 03 anos

Sempre que a conta do trabalhador estiver sem depósitos por 3 anos ininterruptos, é possível realizar o saque.

16) Fora do Regime do FGTS

Podemos mencionar as situações em que o trabalhador mudou de atividade e passou em um concurso público por exemplo. Somente após 3 anos fora do regime do FGTS é possível sacar os recursos.

17) Amortização do saldo devedor e prestações imobiliárias

Em várias situações está previsto o saque do FGTS para fins de prestações imobiliárias. Por exemplo, você pode tanto utilizar para amortizar o saldo devedor ou para pagar parte das prestações em consórcios imobiliários.

18) Aquisição de moradia própria

Quem estiver comprando uma casa, pode utilizar o saldo do FGTS para a própria aquisição do imóvel, para a liquidação ou ainda para a amortização da dívida. É possível pagar inclusive parcelas de um financiamento habitacional.

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Saiba por que o FGTS é um dos piores investimentos para o seu dinheiro

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS, é uma espécie de poupança criada para trabalhadores, que serve como garantia no caso de uma demissão sem justa causa, doenças graves, antes da aposentadoria, e muito mais. Mensalmente, o empregador é responsável por depositar 8% do salário pago a cada trabalhador. O banco escolhido para tal transação é a Caixa Econômica Federal. Entenda porque ele pode ser considerado um dos piores investimentos para o seu dinheiro.

Leia também:

Saiba como usar o FGTS na compra da casa própria

Saiba por que o FGTS é um dos piores investimentos para o seu dinheiro

Primeiramente, é de se imaginar que o dinheiro ficará depositado por longos períodos de tempo, não é? Afinal, você só poderá realizar um saque quando o contrato acabar, se for demitido, tiver um diagnóstico de câncer, ou outras situações. Todavia, como ficam os rendimentos? Descubra logo a seguir!

Rendimentos do FGTS

Como o dinheiro do Fundo Garantidor está em uma conta bancária, é de se esperar que ele tenha rendimentos, principalmente se for considerado o fato de o mesmo ficar lá por anos. Entretanto, isso não ocorre na prática. Apesar de o dinheiro ter reajustes, eles estão muito abaixo da inflação, e nem se comparam a outras possíveis aplicações ou investimentos.

O rendimento do FGTS fica em torno de 3% ao ano + taxa referencial, o que é muito pouco. Isso faz com que este seja considerado um dos piores investimentos!

O que pode ser feito?

Sem um bom motivo ninguém é capaz de sacar seu FGTS. Essa ausência de mobilidade do dinheiro faz com que o trabalhador perca de investi-lo em fontes rentáveis. Contudo, nem tudo está perdido! Você sabia que pode solicitar um saque do FGTS para comprar a casa própria? Assim, você deixa de pagar aluguel, e movimenta um dinheiro seu que estava totalmente parado.

Ou ainda, na existência de dívidas ou quando desejar amortizá-las, também poderá solicitar um saque. Com isso, você consegue dar um destino melhor ao fundo, e sai ganhando!

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Saiba como consultar os depósitos no FGTS por SMS ou aplicativo

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (conhecido pela sigla FGTS) como o próprio nome sugere, é uma garantia financeira do trabalhador quando este for demitido. Trata-se de uma conta na Caixa Econômica, que fica sob responsabilidade do empregador, o qual é encarregado pelo depósito de 8% do salário do funcionário todos os meses. Portanto, para ter direito a este benefício, é preciso ter o registro na carteira de trabalho. Sendo assim, trabalhadores autônomos ou informais não tem acesso ao benefício. Você sabia que é possível consultar os depósitos no FGTS com praticidade, através de SMS ou pelo aplicativo? Continue a leitura deste artigo e saiba como.

Leia também:

Você pode sacar o FGTS em caso de doença grave. Saiba quais são elas

Saiba como consultar os depósitos no FGTS por SMS ou aplicativo

Quando ele pode ser retirado?

Embora seja um direito do trabalhador, o FGTS não pode ser sacado sem justificativa ou motivo específico.
Permite-se a retirada do dinheiro nas seguintes situações:

  • Quando o funcionário for demitido sem justa causa;
  • Quando acabar o contrato de trabalho (que tinha um tempo definido);
  • Em casos de rescisão do contrato, por necessidade da empresa (como no caso de falências);
  • Urgências pessoais, como em desastres naturais que tenham atingido a residência do empregado;
  • Na aposentadoria;
  • Diagnóstico de doenças graves, como cânceres ou HIV.
  • Dentre outras situações, que devem ser consultadas.

Como saber quanto já se tem?

Mesmo sem poder sacar seu FGTS, é interessante saber qual o valor disponível em sua conta. Existem duas formas, basicamente, de consultá-lo:

1) Via aplicativo

O app do FGTS está disponível tanto em iPhone quanto Android. Caso já possua a ferramenta, basta apenas atualizar os dados. Para quem estiver acessando pela primeira vez, é necessário digitar o NIS (que é o número de informação social PIS/Pasep). O código pode ser encontrado na sua própria carteira de trabalho!
Também, você deverá criar uma senha para acessos futuros (portanto, anote-a). Através do app você pode consultar todos os depósitos no FGTS.

2) Via SMS

Para quem preferir receber o extrato por SMS, a opção também está disponível. Primeiramente, é preciso acessar o site da Caixa, e informar o NIS. Após feito o cadastro da senha e preenchido o formulário (que pede, inclusive, o número do título de eleitor), você pode solicitar a informação por mensagem de texto.

Quais as vantagens?

É muito importante estar atualizado sobre o valor total disponível, bem como sobre os depósitos no FGTS! Isso porque, na maioria dos casos, o extrato surpreende os trabalhadores. Deve-se sempre estar atento para conferir se a empresa está depositando no dia correto, e também para acompanhar os rendimentos mensais do seu Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Para assim acompanhar artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Herdeiros podem sacar o FGTS de trabalhador que faleceu. Saiba como!

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço é um benefício concedido aos trabalhadores, através de um valor retido em uma conta da Caixa Econômica, e depositado durante todos os meses de trabalho (o valor correspondente a 8% do salário). Em vida, o saque só pode ser feito quando houver demissão sem justa causa, após o diagnóstico de doença grave, falência da empresa, morte do empregador, aposentadoria, e muito mais. Entretanto, quando o trabalhador venha a falecer, o benefício fica disponível para os seus herdeiros, que após seguirem algumas “burocracias”, receberão o FGTS. A seguir, saiba tudo que é preciso ser feito para ter direito ao fundo!

Leia também:

Saiba como consultar os depósitos no FGTS por SMS ou aplicativo

Vantagens do cartão BMG Card sem anuidade e sem consulta ao SPC e Serasa.

Saque do FGTS: confira regras para colocar a mão no seu dinheiro.

Herdeiros podem sacar o FGTS de trabalhador que faleceu. Saiba como!

Atualize-se sobre o valor disponível

Para saber como proceder com o saque, é preciso conhecer qual o valor total do FGTS. A consulta pode ser feita no aplicativo ou por SMS (após cadastro no site). Para isso, é preciso conhecer a senha do falecido (ou criar outra), e também conhecer o N29IS (número encontrado na carteira de trabalho).

  • Esteja com a documentação em mãos
  • Como é de se esperar, alguns documentos serão solicitados no momento do saque. Portanto, tenha em mãos:
  • Identidade ou outro documento com foto do sacador.
  • Número de inscrição do PIS/PASEP/NIS.
  • Carteira de trabalho do falecido.
  • Documento que comprove o direito à herança.
  • Documento de identificação (CPF, certidão de nascimento e/ou identidade) dos herdeiros, para que seja possível abrir uma poupança.
  • Em situações que o saque for menor que R$ 1500,00, é possível realizá-lo portando apenas o Cartão Cidadão e a senha do titular.

Dirija-se a uma agência da Caixa

O local a ser buscado irá variar conforme o valor do saque. Em casos de saque menor que R$ 1500,00, o mesmo pode ser realizado em Lotéricas, postos de atendimento eletrônico, salas de autoatendimento, ou nas agências da Caixa. Em situações que o valor seja maior que o mencionado anteriormente, o atendimento obrigatoriamente deve ser feito em uma agência da Caixa. Para facilitar, busque a mais próxima do seu endereço!

Aguarde a correção monetária

O saldo do FGTS sofre constantes reajustes, e, portanto, você pode aguardar a nova correção monetária para então realizar o saque.  Esta é uma opção para receber um valor maior, e ideal para quem não tem pressa para receber o pagamento!

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Para assim acompanhar artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Você pode sacar o FGTS em caso de doença grave. Saiba quais são elas

Muita gente ainda não sabe, mas em casos de determinadas doenças, a legislação possibilita ao trabalhador sacar o FGTS. E ainda, a lei permite que tanto o trabalhador quanto seus dependentes caso sejam acometidos de algumas doenças poderão movimentar a conta vinculada do FGTS. Saiba quais são, aqui neste post.

Leia também:

5 dicas para sair do limite do cheque especial.

Fintech Diin permite que clientes invistam a partir de R$ 1 em títulos públicos.

Empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa do Banco Pan é confiável?

Você pode sacar o FGTS em caso de doença grave. Saiba quais são elas

Existem algumas hipóteses legais para sacar o FGTS. Inclusive falamos sobre esse assunto neste artigo, que enumera todas as possibilidades.

Primeiramente, é possível sacar o FGTS em caso de doença nos seguintes casos:

  • AIDS, de acordo com a Lei 7.670/88
  • Câncer (Neoplasia Maligna), de acordo com a Lei 8.922/94
  • Estágio terminal de vida, em razão de doença grave, de acordo com o Decreto 5.860/2006

Entretanto, para cada um dos casos, é necessário ter alguns documentos em mãos, que você pode conferir logo a seguir:

AIDS

Nos casos em que o trabalhador é portador ou possuir dependente com o vírus HIV – SIDA/AIDS, é preciso apresentar testado médico fornecido pelo profissional que acompanha o tratamento do paciente. É necessário constar o nome da doença e CID – (Classificação Internacional de Doenças), o CRM ou RMS, assinatura e carimbo do médico.

Além disso, é necessário ter em mãos documento que comprove a relação de dependência do titular acometido pela doença. Pode ser a declaração de imposto de renda, por exemplo.

É possível solicitar o serviço de Agendamento Complementar, que consiste em liberações mensais automáticas do FGTS, pois não há cura para essa enfermidade.

Câncer

Atestado médico com validade não superior a trinta dias, contados de sua expedição, firmado com assinatura sobre carimbo e CRM ou RMS do médico responsável pelo tratamento, contendo diagnóstico no qual relate as patologias ou enfermidades que molestam o paciente e o estágio clínico atual da doença como sintomático.

Na data da solicitação do saque, se o paciente estiver acometido de neoplasia maligna, no atestado médico deve constar, expressamente:

“Paciente sintomático para a patologia classificada sob o CID________”; ou “Paciente acometido de neoplasia maligna, em razão da patologia classificada sob o CID________”; ou “Paciente acometido de neoplasia maligna nos termos da Lei nº. 8.922/94”, ou “Paciente acometido de neoplasia maligna nos termos do Decreto nº. 5.860/2006”

Laudo do exame histopatológico ou anatomopatológico que serviu de base para a elaboração do atestado médico;

Documento hábil que comprove a relação de dependência, no caso de estar o dependente do titular da conta acometido pela doença.

Doença Terminal

Para doença terminal, de acordo com o Decreto 5.860/2006 é necessário apresentar um atestado contendo o diagnóstico médico descritivo informando que, em face dos sintomas e do histórico patológico, o titular da conta vinculada do FGTS (ou seu dependente) se encontra em estágio terminal de vida, em razão de doença grave, discriminando o CID.

Ademais, o laudo deverá conter a assinatura e o carimbo com o nome e CRM do médico que assiste o paciente, sendo indicado expressamente:

“Paciente em estágio terminal de vida, em razão da patologia classificada sob o CID…”

Outrossim, é importante apresentar documento que comprove a relação de dependência, no caso de dependente com doença grave.

Doenças graves

Entretanto, uma Ação Civil Pública possibilita que o trabalhador saque os recursos. O Tribunal Regional Federal da 3ª Região condenou a Caixa e ampliou a decisão para todo o Brasil. O banco recorreu a instâncias superiores.

Para os trabalhadores que fazem parte da região do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, ou seja, nos estados brasileiros do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, é possível realizar o saque portadores das seguintes doenças: tuberculose ativa, hanseníase, alienação mental, cegueira, paralisia irreversível e incapacitante, cardiopatia grave, doença de Parkinson, espondiloartrose anquilosante, nefropatia grave, estado avançado de doença de Paget (osteíte deformante), artrite reumatóide severa, hepatite crônica tipo C, miastemia gravis e lupus eritematoso sistêmico.

Por fim, é possível entrar na justiça para ter direito ao saque do FGTS.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Para assim acompanhar artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Veja como conferir o saldo do FGTS pelo seu celular

Todos os trabalhadores que possuem carteira assinada recebem mensalmente depósitos do FGTS pelo seu empregador. Anteriormente, era um pouco complicado para conferir o valor disponível na sua conta. Agora, você pode verificar o saldo do FGTS pelo celular. Veja como fazer isso aqui neste post.

Existem várias formas de consultar o saldo do FGTS. Uma delas é ir presencialmente em uma agência da Caixa e solicitar o seu extrato. Se tiver o seu Cartão do Cidadão é possível consultar nos caixas eletrônicos. E por fim, a maneira mais fácil de todas é pelo internet.

Leia também:

Serasa Limpa Nome já teve mais de 3 milhões de dívidas negociadas

Banco Inter: conta digital grátis agora tem 1 milhão de correntistas

Caixa integra informações do PIS ao assistente de voz para beneficiários tirarem dúvidas.

Como consultar o saldo do FGTS pela internet

Pela internet, também existem algumas maneiras de consultar o seu saldo do FGTS. Ou seja, através de e-mail, mensagens SMS e pelos aplicativos da Caixa. Confira cada uma delas logo abaixo.

Como cadastrar pelo site

  1. Primeiramente, acesse este site. Informe o número do seu NIS e clique em “cadastrar senha”.
  2. Leia o regulamento e clique em “aceito”.
  3. Preencha todos os campos com os seus dados pessoais. Aqui, você vai precisar do número do seu Titulo de Eleitor.
  4. Crie uma senha com até 8 dígitos e confirme.
  5. Você receberá uma notificação de cadastro realizado.
  6. Para acessar, preencha os campos e aperte em OK.

Pronto. Você já pode consultar o seu extrato do FGTS.

Cadastre seu celular para receber o saldo do FGTS por SMS ou por e-mail

Para fazer isso, é muito simples. Basta entrar neste link, fazer seu login e cadastrar seu celular. Portanto, sempre que houver uma nova atualização no saldo, como rendimentos ou depósito realizado pelo empregador, você receberá um SMS.

Todavia, você ainda pode utilizar os aplicativos específicos da Caixa Econômica Federal para o FGTS. Atualmente, há versões para Android na Google Play Store, para iOS na App Store, ou para Windows, que você pode baixar na Windows Store.

Gostou da notícia?

Então siga nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram para continuar acompanhando todos os artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das Fintechs.