Nas últimas horas, vários sites portugueses começaram a noticiar algo que pode ser uma esperança diante da pandemia do coronavírus. O Ministério da Defesa da China anunciou nesta terça-feira (17), que desenvolveu “com êxito” uma vacina contra o novo coronavírus, responsável pela Covid-19. De acordo com a imprensa internacional, que cita um comunicado do governo de Pequim, o Ministério da Defesa chinês já autorizou inclusive os testes clínicos em cobaias humanas.

É provável que você também goste:

Banco Central anuncia QR Code padrão para o Sistema de Pagamentos Brasileiro

Governo pode pagar salários de funcionários de empresas afetadas pelo coronavírus

MEIs e pequenas empresas serão os mais PREJUDICADOS pelo avanço do coronavírus.

China anuncia que já tem vacina contra o coronavírus

De acordo com a mesma fonte, a vacina foi desenvolvida pela Academia Militar de Ciências e a equipe foi liderada pela epidemiologista Chen Wei, garantindo as autoridades que respeitou “as exigências internacionais e os regulamentos locais”. Dessa forma, garantem também, que é possível avançar “com uma produção em larga escala, de maneira efetiva”.

Ademais, foi também revelado que várias instituições chinesas vão dar início, em abril, vários testes clínicos com mais vacinas que ainda estão sendo desenvolvidas. Uma delas baseia-se em vetores virais da gripe e ainda se encontra na fase de testes em animais.

O número de infetados pelo novo coronavírus, em nível global, é superior a 180 mil pessoas desde o início do surto. Deste número, mais de sete mil morreram e cerca de 75 mil recuperaram.

O surto inicial começou em dezembro do ano passado na China – na cidade de Wuhanm na província de Hubei, que regista a maioria dos casos, sendo o epicentro da pandemia e espalhou-se por mais de 145 países e territórios. Na Europa há mais 67 000 infetados e pelo menos 2.684 mortos, a maioria deles concentrados na Itália, Espanha e França.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Fonte: Sabado

Imagem: ImageFlow via shutterstock