Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Chuvas no Rio Grande do Sul: Governo reintroduz Pix para doações, veja como contribuir

O Rio Grande do Sul enfrenta um dos maiores desafios climáticos de sua história. Saiba como fazer doações e ajudar.

Desde o último domingo (28), o estado do Rio Grande do Sul tem enfrentado um desafio climático sem precedentes. As chuvas torrenciais atingiram diretamente mais de 70.000 indivíduos, espalhados por 154 municípios. Isso elevou a região a um estado de alerta extremo, devido ao iminente perigo de colapso das barragens locais.

Além disso, o governador Eduardo Leite (PSDB) tomou medidas emergenciais, declarando estado de calamidade pública. Em resposta à crise, a conta “SOS Rio Grande do Sul” foi reativada para facilitar doações via Pix, visando arrecadar fundos para ajudar os afetados pelas devastadoras chuvas.

Como ajudar as vítimas do Rio Grande do Sul?

Imagem de uma ponte sendo destruída pela enchente do Rio Grande do Sul
Imagem: Reprodução / Redes Sociais

Em meio à comoção pelas famílias atingidas pelas fortes chuvas, diversas entidades da sociedade civil se unem para oferecer suporte e suprimentos essenciais. Além de organizar o envio de mantimentos, essas entidades também estão recebendo doações para ampliar o alcance da ajuda. Para facilitar a canalização das doações, o Governo do Rio Grande do Sul e a Defesa Civil disponibilizaram dois canais oficiais:

  • Doações de alimentos e itens de higiene: Centro logístico da Defesa Civil Estadual: Avenida Joaquim Porto Villanova, 101, bairro Jardim Carvalho, Porto Alegre. Telefone: (51) 3210 4255.
  • Doações em dinheiro: Pix “SOS Rio Grande do Sul”: CNPJ 92.958.800/0001-38 no Banrisul para contribuições.

Registro de perdas e precauções

Até o momento, há 29 mortes confirmadas e 60 desaparecidos. Além disso, mais de 15.000 pessoas estão desalojadas, demonstrando a gravidade da situação.

O governador tem usado as redes sociais para atualizar a população sobre os esforços do governo e fornecer orientações vitais para a segurança.

Resposta do governo e solidariedade do Rio Grande do Sul

Por sua vez, o governo federal reconheceu oficialmente a situação de calamidade na quinta-feira (02), ampliando as perspectivas de auxílio federal na logística de recuperação do estado.

Paralelamente, entidades da sociedade civil estão mobilizadas, promovendo campanhas de arrecadação de mantimentos e itens de primeira necessidade para as áreas mais afetadas.

Orientações do governo para segurança da população

O governador Eduardo Leite destacou a importância de medidas preventivas para garantir a segurança da população do Rio Grande do Sul diante da situação emergencial. Ele ressaltou as seguintes orientações:

Para os residentes em áreas suscetíveis a inundação, é crucial:

  • Buscar refúgio em locais elevados ao longo do rio;
  • Evacuar suas residências imediatamente.

Para os demais moradores:

  • Manter-se informado sobre os últimos comunicados e alertas das autoridades;
  • Evitar regiões alagadas e áreas propensas a deslizamentos;
  • Seguir estritamente as diretrizes de segurança fornecidas pela Defesa Civil.

O governador enfatizou que a segurança da população é a principal prioridade neste momento desafiador. Ao seguir as instruções das autoridades, é possível reduzir os perigos e preservar a vida de todos.

Imagem: Reprodução / Redes Sociais