Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Como estão os indicadores da Cogna? Veja a situação atual da companhia

Veja a situação atual da companhia e seus planos de recuperação e reestruturação.

0

Como estão os indicadores da Cogna? Primeiramente, a Cogna Educação figura entre o top 10 das maiores empresas de educação do mundo. Desta forma, a companhia é a maior no setor de ensino superior no Brasil. Além disso, em 2014 ela foi fundida à sua maior concorrente, a Anhanguera, tornando-se a maior empresa de ensino superior de todo o globo.

Atualmente, as demonstrações publicadas no ano passado informaram prejuízos grandes para a companhia, que tenta explicar a diminuição abrupta da rentabilidade nas mudanças ocasionadas tanto pelos alunos participantes do FIES, quanto pelos problemas financeiros ligados à pandemia do covid-19. Dito isso, iremos analisar a companhia, principalmente, a partir do ano de sua fusão, em 2014.

Indicadores da Cogna

Com o intuito de tomar uma decisão de investimento mais racional e embasada, é necessário se atentar para alguns indicadores da empresa em análise. Desta forma, eles fornecem uma visão macro da companhia e de suas operações, podendo auxiliar o investidor na tomada de decisão.

Seja membro

Com tal propósito, falaremos sobre alguns indicadores e sobre os resultados e histórico que os agregam. Todavia, vale ressaltar que esse artigo não é uma indicação de investimento, e tem por objetivo somente comentar sobre os resultados publicados pela empresa.

Ademais, também se faz válido ressaltar que os números nesse artigo foram retirados das cotações e demonstrações disponíveis até o dia 31.07.2021. Enfim, usaremos as ações ordinárias da empresa como base de análise, sendo sua sigla na B3 COGN3.

Indicadores de Rentabilidade e Histórico da Cogna

De uma forma geral, toda análise fundamentalista de uma empresa passa pela avaliação da sua rentabilidade. Sendo esse um dos pontos principais para um investidor, visto que é por meio da capacidade de gerar lucros que o ativo pode trazer retornos.

Lucro Líquido

Em suma, o lucro líquido de uma empresa é o rendimento total da organização, e reflete o ganho real das atividades econômicas realizadas pela empresa.  Portanto, o rendimento obtido depois de descontados todos os custos fixos resume o lucro líquido.

Portanto, ele representa basicamente os ganhos da empresa obtidas pelas vendas de serviços e produtos, retirando os custos para a fabricação ou prestação do serviço.

Desta forma, a partir da grande fusão a Cogna começou a aumentar seus lucros, até 2017, quando uma derrocada teve início. Nesse sentido, no ano de 2018 a empresa foi de R$ 1.882 milhões para R$ 1.392 milhões e em 2020 chegou a R$ – 5.805 milhões.

Contudo, o resultado incomum pode ser explicado por algumas causas distintas. Sendo assim, a diminuição da receita proveniente dos alunos do FIES somado com a situação econômica do país devido a covid impactaram o resultado da companhia.

Sob tal aspecto, a Cogna se viu obrigada a reestruturar toda a sua operação, com isso, realizou otimizações imobiliárias de unidades e reduziu despesas administrativas. Ademais, a companhia conseguiu reduzir os impactos negativos, saindo de um prejuízo de R$ 4 bilhões no 4T20 para R$ 91 milhões no 1T21.

Apesar de ainda apresentar prejuízo no primeiro trimestre desse ano, é notável a redução do buraco nas operações da Cogna. Nesse sentido, a companhia parece confiante que, nos próximos relatórios, consiga informar resultados positivos.

EBITDA

Primeiramente, o EBITDA é um dos indicadores mais usados pelos analistas fundamentalistas. Nesse sentido, a sigla em inglês significa Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization, em português poderia ser traduzido como “lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização”.

Sendo assim, o EBITDA demonstra o potencial real de geração de caixa da companhia, descartando despesas que não são relacionadas a parte tangível da empresa. Dessa forma, o EBITDA demonstra perfeitamente o problema das operações no ano de 2020 e a recuperação em 2021. Nesse sentido, o indicador marcava R$ – 4.077 milhões no 4T20, e no 1T21 performou positivamente em R$ 136.25 milhões.

Histórico de Dividendos da Cogna

Em síntese, os dividendos são a parte do lucro que a empresa repassa para seus acionistas. Dessa forma, como sócio da empresa, o investidor tem direito a receber os proventos que esta distribui, tornando essa uma das principais formas de se ganhar dinheiro passivamente com ações.

Do mesmo modo, o Dividend Yield mede a porcentagem de dividendos em comparação ao preço da ação. Por exemplo, um Dividend Yield de 10% mostra que 10% do valor da ação está sendo repassado em forma de dividendos para os acionistas.

Desse modo, pelas questões explicadas nos indicadores anteriores, a Cogna não distribui proventos desde 2019. Sendo assim, em 2019 a companhia distribui R$ 0,12 por ação, contra R$ 0,39 em 2018 e R$ 0,42 em 2017.

Endividamento da Cogna

Dívida líquida / EBITDA

Primeiramente, a Dívida líquida / EBITDA fornece o número de anos que uma empresa levaria para pagar sua dívida líquida no cenário em que o EBITDA permanece constante. Desta forma, a companhia iniciou em 2020 uma renegociação dos covenants das debêntures, em relação a nova categorização e ajustes do PCLD da empresa.

Nesse sentido, a Cogna conseguiu continuar com a sua posição em caixa (R$3.9 bilhões) e diminui a dívida líquida para R$ 2.9 bilhões. Sob tal aspecto, a empresa conseguiu um fôlego a mais para bancar uma estratégia de alavancagem, planejada para esse ano. Sendo assim, saiu de 2,96 no marcado de dívida líquida / EBITDA para 1,97 no 1T21.

Dívida líquida / PL

No mesmo sentido, a Dívida Líquida/Patrimônio Líquido significa a divisão entre todo o endividamento da empresa e o total de ativos que ela possui. Desta forma, é possível descobrir o quanto uma empresa utiliza de capital de terceiros para financiar suas atividades em relação ao patrimônio dos seus acionistas.

De forma semelhante, a dívida líquida / PL da Cogna saiu de 0,71 em 2019 para 0,46 em 2020. Desta forma, é fácil perceber que os anos de 2018 e 2019 foram atípicos no histórico da companhia. Nesse sentido, a média dos últimos 12 anos da empresa foi de 0,13 para o indicador, constando negativo em diversos anos.

Conclusão

Em síntese, a Cogna é uma das maiores empresas do ramo educacional do mundo, que está passando por um momento conturbado e único em sua história. Sob tal aspecto, a companhia vem tentando reestruturar as suas operações e parece trilhar um caminho de recuperação. Sendo assim, vale a pena para os investidores interessados no setor analisar um pouco mais a fundo os resultados da Cogna. Ademais, os planos de turnaround da empresa devem prosseguir durante algum tempo, o que também deve ser acompanhado de perto pelos que pretendem virar acionistas da companhia.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: site / cogna.com.br

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.