Saiba como você pode sacar o retroativo do PIS/Pasep de até R$ 1.760

- Publicidade -

Trabalhadores de carteira assinada entre os períodos de 1971 a 04/10/1988 e que não realizaram o saque retroativo, podem realizar o saque das Cotas do PIS/Pasep. O saldo é correspondente ao acumulado na conta individual do trabalhador cadastrado no benefício na época. Saiba como você pode sacar o retroativo do PIS/Pasep de até R$ 1.760.

É provável que você também goste:

Você sabia? Novo Cadastro Positivo ajuda quem está negativado no SPC/Serasa

Como funciona o auxílio-doença para quem é MEI?

Nubank: confira 3 práticas proibidas e que provavelmente você não sabia sobre o roxinho

Saiba como você pode sacar o retroativo do PIS/Pasep de até R$ 1.760

O Governo federa liberou o recurso em 2019, durante as aprovações da MP 889/19. Os saques liberaram em média R$ 1.760. Entretanto, cotistas já receberam quantias acima dos R$ 3 mil.

Quem tem direito as cotas

  • Tem direito às cotas os cidadãos que estão cadastrados no Fundo PIS/Pasep e que trabalharam sob o regime de carteira assinada até 04/10/1988 e que ainda não realizaram o saque da conta individual de participação. Entretanto, em decorrência da distribuição de cotas realizadas entre os anos de 88/89, quem já sacou, ainda pode ter saldo a receber.
  • Enfim, também têm direito às cotas, ex-servidores ou servidores públicos em exercício. Especificamente nesse caso, as consultas são referentes ao Pasep, benefício pago pelo Banco do Brasil.
  • Herdeiros/dependentes de cotistas que já tenham falecido também têm direito.

Como sacar?

Os saldos de até R$ 3 mil podem ser retirados pelos trabalhadores com a utilização do Cartão Cidadão mediante senha nas unidades lotéricas, Caixa Aqui e os terminais de autoatendimento. Todavia, para valores superiores a R$ 3 mil os saques podem ser feitos nas agências da Caixa, com documentação oficial com foto.

Lista de documentos de identificação aceitos para saque:

  • Carteira de Identidade;
  • Habilitação (modelo novo);
  • Carteira Funcional reconhecida por Decreto;
  • Identidade Militar; Carteira de Identidade de Estrangeiros;
  • Passaporte emitido no Brasil ou no exterior.

Entretanto, para trabalhadores falecidos, os beneficiários legais devem comparecer na agência responsável pela benefício com a documentação exigida em mãos, como um documento de identificação pessoal válido, certidão de óbito, declaração de dependente habilitado à pensão por morte expedida pelo INSS, atestado fornecido pela empregadora, entre outros. A documentação completa pode ser conferida no site da Caixa.

Ademais, caso aconteça do beneficiário ter direito mas já ter falecido, os seus familiares legais podem comparecer pessoalmente nas agências da Caixa com a documentação exigida do falecido em mãos, certidão de óbito, declaração de dependente habilitado à pensão por morte expedida pelo INSS, atestado fornecido pela empregadora dentre outros. Para conferir a documentação completa necessária basta acessar o site da Caixa, ou entrar em contato pelos telefones 0800 726 0207 (Caixa) e 0800 729 0001 (Banco do Brasil).

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: rafapress via shutterstock

Eduardo Mendeshttps://seucreditodigital.com.br/author/mendes/
Sou um entusiasta da tecnologia, que também aprecia inovação, empreendedorismo, além de Fintechs e as suas facilidades. Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Co-Fundador do site Seu Crédito Digital.
- Publicidade -

Mais Populares

Prorrogação do auxílio emergencial até dezembro está mais próxima de se tornar lei

A prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600 reais do governo enquanto durar o estado de calamidade pública em razão da pandemia de covid-19...

Como voltar a ter direito ao saque emergencial do FGTS de até R$ 1045

Há algumas semanas, vários trabalhadores que teriam direito ao saque emergencial do FGTS de até R$ 1045 estão sendo surpreendidos ao tentar receber o...

Banco do Povo libera mais de R$ 70 milhões em crédito para MEIs e empreendedores informais

Por meio do Banco do Povo, o governo de São Paulo vai liberar mais R$ 70 milhões em microcrédito para auxiliar microempreendedores (MEI), produtores...

Nubank: Saiba como aumentar seu rendimento para 118% do CDI

A conta do Nubank está sempre evoluindo, e entre as mais recentes inovações, está a possibilidade de optar pelo Resgate Planejado, em fase de...
- Publicidade -