Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Conta de água ficará mais cara com privatização da Sabesp? Confira

Saiba como a possível privatização da Sabesp pode impactar sua conta de água e o que isso significa para os consumidores

A privatização dos serviços de saneamento tem sido um tema quente no estado de São Paulo, onde a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), responsável pelo fornecimento de água e tratamento de esgoto, está no centro do debate político e econômico. 

Dessa forma, a Sabesp, atendendo a quase 13 milhões de clientes, enfrenta uma grande transição que promete remodelar o panorama do saneamento básico no estado. 

Assim, a proposta de privatização traz a promessa de um investimento robusto de R$ 66 bilhões até 2029, que visa não apenas melhorar a infraestrutura, mas também tornar as tarifas de água mais acessíveis através da criação de um fundo específico para tal. Veja mais detalhes!

Futuro da conta de água com a privatização da Sabesp

Portanto, o novo contrato oferece a ampliação da concessão até 2060 e a aceleração para alcançar as metas de universalização do saneamento até 2029. No entanto, especialistas advertem que embora essas mudanças possam eventualmente traduzir-se em serviços mais eficientes, a necessidade de recuperar investimentos pode levar a um aumento nas tarifas no longo prazo.

Wladimir Ribeiro, especialista em direito público, afirmou à IstoÉ Dinheiro que experiências anteriores demonstram que as tarifas tendem a aumentar com a entrada do setor privado, exceto em casos isolados como o de Araçatuba (SP). No entanto, Paulo Luives da Valor Investimentos argumenta que a criação do fundo destinado a reduzir tarifas poderá balancear esse impacto.

Sabesp
Imagem: rafapress/shutterstock.com

O papel dos órgãos reguladores

Contudo, é importante ressaltar que, em caso de privatização da Sabesp ou de qualquer empresa de saneamento, é papel dos órgãos reguladores garantir que os interesses dos consumidores sejam protegidos. 

Veja também:

Governo libera desconto especial em veículos isentando impostos; confira!

Assim, agências reguladoras como a ARSESP (Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo) têm a função de fiscalizar e regular as atividades das empresas de saneamento, garantindo a qualidade dos serviços prestados e evitando abusos tarifários.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com