O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou novas regras que permitem que os pagamentos das infrações de trânsito possam ser pagas pelo cartão de crédito. No entanto, o pagamento parcelado de multas não fica restrito a apenas uma. O que significa que o infrator poderá colocar mais infrações em parcelas ou no conjunto dos débitos. Sendo assim, o motorista ficará liberado de pendências como a do licenciamento do veículo.

Os departamentos estaduais de trânsito (Detrans), portanto, estarão liberados para contratar empresas para novos meios de pagamento. As operadoras, no entanto, precisam ser credenciadas por entidades do Sistema Nacional de Trânsito.

Leia mais:

Vantagens de ter um cartão de crédito internacional.

Como pagar boleto pelo cartão de crédito via app PicPay.

Importante ressaltar que os proprietários dos cartões de crédito deverão ser informados previamente das taxas adicionais cobradas. Os custos, obviamente, ficarão a cargo do motorista e não dos departamentos de trânsito.

Além disso, os órgãos do Sistema Nacional de Trânsito que utilizarem esse método de pagamento serão obrigados a repassarem informações mensais ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) sobre a arrecadação. Se não houver a prestação de contas, a entidade sofrerá penalidades.

Considerações Finais

Esse parcelamento no cartão de crédito pode ser bem interessante porque, geralmente, as multas ninguém está esperando receber em casa. Portanto, isso pode ajudar a pessoa a se organizar financeiramente com uma despesa extra inesperada. Sabemos que é muito chato quando precisamos pagar alguma despesa extra, ainda mais quando é uma multa de trânsito. Pelo menos agora teremos essa saída para fazer o pagamento da infração de trânsito.

Gostou da notícia sobre o pagamento parcelado de multas?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram para continuar acompanhando artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.