Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Corte de orçamento do governo federal atinge Farmácia Popular e Auxílio Gás, saiba mais

O Orçamento Federal de 2024 enfrenta o desafio de equilibrar contas públicas com aumento de despesas obrigatórias. Saiba mais

Recentemente, um ajuste financeiro significativo foi realizado pelo governo federal, impactando diversos setores públicos. Assim, cerca de R$ 5,7 bilhões foram cortados de despesas não obrigatórias, afetando órgãos essenciais como a Receita Federal, a Polícia Federal e o Exército.

Por outro lado, houve um aumento significativo de R$ 13 bilhões no orçamento destinado aos benefícios previdenciários. Este aumento reflete o crescimento na demanda por aposentadorias, pensões e outros benefícios, representando um desafio contínuo para o planejamento econômico do país. Veja mais detalhes!

Corte de orçamento do governo federal

De acordo com o Ministério do Planejamento e Orçamento, devido à revisão após a inflação de 2023, importantes programas sociais e de infraestrutura sofreram reduções orçamentárias. 

Dessa forma, o programa Farmácia Popular teve uma redução substancial. Além dele, programas como ensino integral e Auxílio Gás Nacional também enfrentaram cortes, limitando sua capacidade de atendimento à população mais vulnerável.

Além disso, órgãos como a Polícia Federal e o Exército expressaram preocupação com os cortes. De acordo com a Polícia Federal, a redução de fundos pode afetar diretamente a eficácia de operações e investigações importantes. O Exército também destacou que o ajuste orçamentário poderia interferir diretamente na sustentabilidade e na administração de seus serviços.

blocos com símbolo de dinheiro, cortados em um ponto com bloco com símbolo de tesoura
Imagem: Andrii Yalanskyi / Shutterstock.com

Incremento nos benefícios do INSS

No entanto, enquanto se corta de um lado, se adiciona de outro. O incremento de R$ 13 bilhões para a Previdência Social é um reflexo direto do aumento na concessão de benefícios pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Assim, esse crescimento ressalta a crescente pressão das despesas obrigatórias sobre o orçamento nacional.

Veja também:

Americanas deve lançar novo shopping virtual com grandes marcas; saiba mais

Enfim, este cenário desafia a gestão pública, uma vez que recursos destinados a outras áreas críticas são direcionados para cobrir as necessidades previdenciárias. De acordo com especialistas em contas públicas ouvidos pelo Estadão, sem uma profunda reforma da Previdência, o governo continuará a enfrentar essas pressões orçamentárias recorrentes.

Imagem: Andrii Yalanskyi / Shutterstock.com