Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Cruzamento de dados dos beneficiários do auxílio emergencial gera economia de R$ 4,5 bilhões

Uma economia de R$ 4,5 bilhões foi gerada graças ao cruzamento de dados dos beneficiários do auxílio emergencial.

0

Em entrevista ao Brasil em Pauta, programa do canal TV Brasil, Wagner Rosário – ministro da Controladoria-Geral da União (CGU) – informou que ao identificar fraudes no auxílio emergencial foram economizados R$ 4,5 bilhões. As fraudes foram descobertas através do cruzamento de dados dos cadastros no benefício, que permitiu à CGU encontrar cerca de 2,7 bilhões de registros sem direito ao auxílio. 

É provável que você também goste:

Ambev oferece auxílio de R$ 255 para ambulantes

Auxílio emergencial pode voltar, mas apenas para metade dos beneficiários

Com 200 milhões de CPF vazados, golpistas se aproveitam e sacam benefício do FGTS

BIP: conheça o novo benefício que deve substituir o Auxílio Emergencial

A Controladoria-Geral da União tem o objetivo de identificar e combater a corrupção em uma aproximação da sociedade ao Estado.  

A entrevista, que vai contar com mais detalhes expostos por Rosário, foi exibida na íntegra no domingo (07/02), às 22 horas na TV Brasil. Você pode conferir a entrevista clicando neste link.

Desvio de recursos no combate à pandemia

Além das fraudes no auxílio emergencial, Wagner Rosário informou que foram descobertos desvios de recursos no combate à pandemia de coronavírus. Ele alega que foram quase 50 operações determinadas a identificar o extravio de bens direcionados a insumos. 

Para auxiliar na identificação de possíveis novos golpes, Rosário confirmou a criação de um painel para checagem de preços dos insumos utilizados para amenizar os efeitos da Covid-19.

Gastos com o auxílio emergencial em 2020

No total, o Governo gastou no ano passado, R$ 509,1 bilhões com estratégias de investimento no combate à pandemia, segundo dados do Siga Brasil

O site, direcionado à execução orçamentária e que funciona como um portal da transparência, indica que, desse montante, R$ 230,78 bilhões foram dedicados somente ao pagamento do auxílio emergencial, o que corresponde a 45,33% dos gastos totais. 

Somado ao auxílio residual que consumiu R$ 63 bilhões, a distribuição da renda chegou a bater 57,71% dos gastos.

Com a identificação de contas fraudadas inscritas no auxílio, a economia das despesas sem dúvida foi de suma importância.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece na economia do país?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTube, Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: rafastockbr / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...