Com 200 milhões de CPF vazados, golpistas se aproveitam e sacam benefício do FGTS

As contas digitais dentre 223 milhões de beneficiários foram acessadas por golpistas, através do aplicativo Caixa Tem.

0

Em janeiro de 2021, foi reportado que 223 milhões de brasileiros tiveram seus dados expostos na internet. Trata-se do maior vazamento de informações já visto no país.

Os golpistas conseguiam dados como CPF e informações de contato pessoal, como o número do celular (maioria sendo da operadora Vivo) e até mesmo o plano que a pessoa contratou. Todas as informações vinham reunidas em uma espécie de pacote, vendido por hackers.

É provável que você também goste:

Trabalhadores inativos também podem sacar o FGTS 2021

Para transferir pelo Pix a outra pessoa precisa ter Pix também?

Caixa TEM: Como sacar auxílio emergencial, FGTS, Bolsa Família e PIS

Como começaram os vazamentos de CPF

Em uma matéria exclusiva, o portal Tecnoblog denunciou que o grave vazamento de dados está relacionado com o Serasa Experian (empresa que analisa dados para liberação de créditos). 

Na semana passada, o Procon-SP e a Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor) exigiram uma explicação da empresa de crédito sobre o caso, à qual negou estar envolvida.

Download gratuito

Alguns vazamentos foram analisados pelo portal. O primeiro deles inclui somente CPF e dados de perfil, como nome completo, data de nascimento e gênero, de milhões de pessoas, incluindo o de falecidos. 

Ele ficou disponível em um fórum na internet para ser baixado por qualquer pessoa e de graça. Neste fórum, um arquivo que totaliza 14 GB de dados dispõe de acesso irrestrito. Ou seja, pode ser encontrado apenas fazendo uma pesquisa no Google.

Download cobrado

No segundo vazamento examinado, os mesmos CPFs foram disponíveis, mas com informações mais completas: RG, endereço, nomes de familiares, grau de escolaridade, renda, o número do PIS (para FGTS), entre muitos outros.

Neste os cadastros vazados são cobrados, variando entre US $0,075 e US $1 por cada CPF.

Como o FGTS é sacado pelos golpistas usando CPF roubado

Recentemente, a Caixa Econômica Federal ativou contas digitais para milhões de brasileiros realizarem serviços bancários de forma remota, como sacar o FGTS.

Com esta mudança positiva para os correntistas da Caixa, o acesso fica mais fácil e prático pelo celular. É exatamente isso que os golpistas precisam para o golpe. Eles baixam o aplicativo Caixa Tem, inserem o CPF pedido e criam um e-mail falso.

O valor do FGTS liberado pela Caixa fica disponível na Poupança Social Digital do trabalhador, que pode ser movimentado pelo app. Com isto, os golpistas conseguem transferir aquele valor para uma carteira digital, criada por eles.

O sistema não acusa este procedimento e o beneficiário apenas descobre ao tentar fazer o cadastro.

O que acontece agora?

De acordo com advogados que são especialistas em casos como esse, o tamanho dos vazamentos é visto como o maior até o momento. Portanto, se trata de um caso complexo e profundo, já que os dados foram disponibilizados na internet aberta.

No total, os dados foram sendo reunidos desde 2019 e expostos, de alguma forma, por empresas de crédito pessoal, bancos e plataformas de dados do governo.

A agência que pode definir os trâmites para este caso é a ANPD (Autoridade Nacional de Proteção de Dados), que até agosto deste ano deverá aplicar as sanções descritas na LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

Como proteger seu CPF e outros dados dos golpistas

Ainda segundo advogados, o usuário que teve seus dados violados poderá receber alguma indenização, caso tenha passado por prejuízos. Mas até que isto seja solucionado, a pessoa deve renovar suas senhas periodicamente.

No caso de contas digitais, há uma ferramenta segura que autentica as senhas. É a chamada autenticação por duas etapas, ou 2FA.

Para os clientes da Caixa, recomenda-se que os acessos sejam feitos somente por sites e links oficiais ao verificar informações sobre o FGTS. Além disso, recomenda-se não informar seus dados e senhas para terceiros ou compartilhar pelo WhatsApp ou perfis sociais.

Enfim, quer saber as novidades sobre o combate ao Covid?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTube, Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: posteriori/shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...