Descubra 5 curiosidades sobre o Pix, o novo meio de pagamentos do Banco Central

Veja como o Pix pode tornar a sua vida financeira muito mais fácil.

0

No dia 16 de novembro de 2020, o Banco Central vai lançar oficialmente o Pix, um novo sistema de pagamentos. Com o Pix, vai ser possível fazer transferências de dinheiro entre pessoas e para estabelecimentos, além de pagar contas em tempo real em qualquer dia e hora, até mesmo nos fins de semana e feriados. Muito prático, não é mesmo?

Sendo assim, separamos 5 curiosidades para você conhecer mais sobre o Pix e como ele vai mudar a sua vida financeira.

É provável que você também goste:

Caixa Tem com problemas? Resolva agora

Itaú Unibanco relança MIT Itaucard Platinum com modalidade inédita para a compra de automóveis Mitsubishi

Nubank libera primeiro cartão para conta PJ, na cor roxa mais escura

5 curiosidades sobre o Pix

Confira a seguir algumas das vantagens do Pix:

1- Transferências 24 horas por dia, todos os dias do ano

Até o momento, você não pode realizar transações bancárias fora do horário comercial, nos fins de semana ou durante os feriados. Uma TED entre bancos diferentes, por exemplo, normalmente é compensada em um dia e, se realizada no fim de semana ou feriado, apenas no próximo dia útil. No entanto, com o Pix as transações podem ser feitas em tempo real, 24 horas por dia e em todos os dias do ano.

2- Custo praticamente zero nas transações

O Pix vai permitir que o valor a ser pago ou transferido saia direto da conta do usuário pagador para a conta do usuário recebedor, seja ele uma pessoa física ou um estabelecimento, sem necessidade de intermediários. Por isso, a transação fica muito mais rápida, de até 10 segundos, e também praticamente zera os custos. Dessa forma, os usuários vão estar livres de pagar taxas nas transferências para outros bancos, por exemplo. Além disso, o Pix também vai fazer pagamentos usando QR Codes de estabelecimentos ou de contas específicas já com valores predeterminados.

3- Você não precisa instalar mais um aplicativo

Para usar o Pix em seu celular, não é necessário instalar outros aplicativos. Isso porque os apps dos bancos ou das carteiras digitais que fornecerão o Pix já contam com a ferramenta disponível a um clique. Sendo assim, basta clicar no ícone do Pix para acessar a área exclusiva ao sistema.

4- Mais simplicidade na hora de fazer uma transação

Em vez de informar nome, CPF, agência e número da conta cada vez que for fazer uma transferência, com o Pix basta informar a chave cadastrada, que pode ser um e-mail, o CPF, um número de celular ou uma chave aleatória. Cada usuário pode cadastrar até cinco chaves diferentes utilizando estes dados. Assim, basta acessar o Pix no app do banco ou da carteira digital e preencher a chave da pessoa para quem deseja enviar o dinheiro e o valor que você quer transferir.

5- Portabilidade para as chaves do Pix

Se você fez o seu pré-cadastro em um banco utilizando seu CPF, por exemplo, deve utilizar outro dado, como número de telefone celular ou e-mail, para cadastrar uma nova chave em outra conta ou banco. Ou seja, não será possível utilizar a mesma chave para contas distintas e/ou em bancos diferentes. Uma vez cadastrada em uma conta/instituição, você só pode usar aquela chave naquele banco.

Contudo, o Pix permite cadastrar, excluir, solicitar portabilidade e reivindicar titularidade de suas chaves. Você pode fazer todos esses procedimentos no aplicativo do seu banco, na área destinada ao Pix. Caso você não encontre essa área, tente atualizar seu aplicativo, pois talvez ele ainda esteja com a versão anterior, que não possui a opção do Pix.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Autor: Ricardo Sanfelice, Chief Marketing & Digital Officer (CMDO) do Banco Bari

Imagem: RoberioJr / Shutterstock

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais