Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Detran vai devolver parte do IPVA para motoristas que tiveram perda total na enchente do RS

Proprietários de veículos com perda total nas enchentes terão direito à devolução parcial do IPVA. Saiba como solicitar!

Donos de veículos que sofreram perda total devido às enchentes no Rio Grande do Sul terão direito à devolução parcial do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Esta medida visa aliviar o impacto financeiro sobre os donos de automóveis que enfrentaram prejuízos consideráveis.

Dessa forma, saiba mais informações sobre essa iniciativa e quem tem direito ao reembolso de parte do imposto. Continue a leitura para mais informações!

Como funciona a restituição do IPVA?

Imagem de um cartão com a sigla IPVA sobre uma calculadora e várias moedas. IPVA placas
Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

A restituição do IPVA é uma iniciativa da Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul e se destina àqueles cujos veículos foram inutilizados ou tiveram perda total. Calcula-se este benefício com base nos meses restantes do ano de 2024, período em que o veículo não esteve em uso devido ao sinistro.

Ademais, os proprietários de veículos danificados pelas enchentes que ainda não quitaram o IPVA 2024 também podem fazer a solicitação. Para solicitar a devolução do IPVA, é necessário baixar o veículo oficialmente no Departamento de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS).

Este processo é definitivo e confirma que o veículo não gerará mais débitos futuros em nome do proprietário. A comunicação da baixa deve ocorrer pelo proprietário, pela seguradora ou pelo comprador, no caso de veículos destinados a desmonte.

Onde e como pedir a restituição?

Em seguida, os proprietários devem proceder com a solicitação de restituição junto à Receita Estadual. Para isso, é necessário acessar o Portal de Pessoa Física e seguir para os Serviços disponíveis. Importante ressaltar que todos os documentos necessários, como identidade, comprovante de residência e documentos do veículo, devem estar em dia e ter sua apresentação no momento do pedido.

Uma das vantagens deste processo é que a restituição de parte do IPVA, uma vez aprovada, ocorrerá via Pix, facilitando assim a agilidade do recebimento. No entanto, é essencial que o proprietário verifique junto à seguradora se o seguro cobre o sinistro, pois isso pode influenciar diretamente no processo de restituição do imposto.

Veja também:

Lei que obriga que promoções sejam estendidas a clientes antigos é suspensa pelo STF; saiba mais

O governo do Rio Grande do Sul enfatiza que apenas veículos não transferidos para seguradoras antes da baixa no Detran são elegíveis para ressarcimento. Portanto, é essencial seguir todas as etapas conforme as diretrizes para garantir o direito à restituição do IPVA dos veículos afetados pelas enchentes.

Imagem: rafastockbr / shutterstock.com