Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Donos de veículos são surpreendidos com devolução do IPVA; entenda!

Donos de veículos foram surpreendidos com a devolução do IPVA. Leia e saiba mais sobre esse processo inesperado!

Em resposta aos desastres naturais que assolaram o Rio Grande do Sul entre abril e maio de 2024, o governo estadual implementou uma política inovadora destinada a amparar os proprietários de veículos gravemente afetados. A medida permite a devolução proporcional do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para aqueles cujos automóveis foram declarados perda total devido às enchentes.

Essa decisão vem como um alento para muitos que enfrentaram perdas significativas durante esse período tumultuado. Dessa maneira, a iniciativa não só reconhece a gravidade da situação vivida por muitos motoristas, mas também oferece uma compensação financeira necessária para auxiliar na recuperação das perdas.

Como funciona a devolução do IPVA para veículos destruídos pelas enchentes?

Imagem de um cartão com a sigla IPVA sobre uma calculadora e várias moedas.
Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

Dessa maneira, para iniciar o processo de devolução do IPVA, os proprietários de veículos que sofreram perda total precisam registrar o sinistro em uma unidade da Polícia Civil. Como forma de comprovação do ocorrido. Além disso, este ato é essencial para dar prosseguimento ao pedido junto aos órgãos competentes.

Ademais, a elegibilidade para receber o benefício é determinada pela Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul (Sefaz). Após a análise de cada caso e sob as diretrizes da legislação vigente, é decidido o montante que cada proprietário tem direito a receber de volta. Importante ressaltar que veículos que possuíam seguro tendo sido cobertos não são elegíveis para o ressarcimento desse imposto.

Quais os documentos necessários para solicitar a devolução?

Os proprietários devem apresentar uma série de documentos para formalizar o pedido junto ao Detran-RS, incluindo identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), comprovante de residência e os certificados de registro e licenciamento do veículo. Assim, é fundamental que o veículo seja oficialmente baixado do registro no órgão como perda total para o processo poder ser efetuado.

Veja também:

Confira as regras para receber auxílio de R$ 2.824 do governo federal

Esta medida, além de amparar financeiramente os afetados pelos recentes eventos climáticos, também ressalta a responsabilidade do governo estadual em facilitar a recuperação econômica de seus cidadãos. Assim, as situações como essa requerem ações rápidas e eficientes. A devolução do IPVA para veículos destruídos pelas enchentes é um exemplo de solidariedade e apoio governamental em tempos de crise.

Imagem: Monthira / shutterstock.com