Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Durante a pandemia, a discriminação na liberação de crédito aumentou

Entenda por que esse fenômeno ocorre.

0

A chamada “discriminação no crédito” nunca foi tão evidente quanto durante a pandemia de COVID-19. A forma pela qual os bancos avaliam o poder financeiro das empresas ao liberar empréstimos se tornou mais rígida e o resultado é perturbador.

Enquanto as grandes empresas tiveram mais facilidade para conseguir crédito e manter a liquidez, as pequenas empresas sofreram com maiores taxas de juros.

É provável que você também goste:

Empréstimo da Lendico oferece até R$ 50 mil sem precisar comprovar renda

Easynvest oferece empréstimos a partir de R$ 1 mil sem consulta ao SPC e Serasa. Conheça

URGENTE: Empréstimo pelo Caixa Tem fica para depois do novo auxílio emergencial

Entenda a discriminação no crédito

Segundo Fernando Ribeiro, presidente da Kobold, plataforma de crédito para ecossistemas, o sistema de distribuição de crédito penaliza vítima de práticas seculares de discriminação.

Os grandes sempre recebem mais vantagens justamente por não precisarem do crédito, enquanto os que realmente precisam são forçados a aceitar piores condições. Esse comportamento vai contra o crescimento do mercado e causa um empoçamento do crédito como um todo.

Durante a pandemia, este cenário sem dúvida tornou-se mais evidente. No começo de 2020, as buscas por crédito foram maiores que o normal e as grandes empresas foram prontamente atendidas, pois oferecem menos risco. Enquanto isso, muitas pequenas e médias empresas foram simplesmente recusadas e caíram em falência por falta de crédito. 

Entenda o cálculo de risco de uma empresa

Atualmente, a análise de crédito é feita com base em fatos do passado. Empresas que tiveram bons resultados vão continuar a receber maiores vantagens de crédito, mesmo que no momento atual elas estejam com grandes problemas. 

Ao mesmo tempo, empresas pequenas e médias que não tiveram destaque no mercado vão ser sempre tratadas como se estivessem à beira da falência, o que muitas vezes se mostra um erro cruel que pode afetar negativamente a economia. 

Fernando Ribeiro alerta ainda que, para que o mercado comece a se recuperar e volte a crescer, um melhor uso do crédito precisa ser feito. Segundo ele, já existem tecnologias que permitem uma visão completa das corporações em tempo real para que as empresas pequenas tenham uma análise de crédito justa. 

Contudo, este modelo poderia não ser conveniente para as grandes empresas que, por isso, não estão dispostas a investir neste campo. Este ciclo pode ser um dos problemas mais graves que vêm mantendo a economia na coleira.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Andrii Yalanskyi / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...